Google+ Badge

Saturday, October 17, 2015

Casamento Vem Em Ondas!

Numa festa de amigos, duas pessoas sozinhas de sexo diferente, resolvem se conhecerem melhor.

.Ela bonita dançarina, sempre sorridente, sorriso que cativa e faz amigos facilmente. 
Ele advogado, alto loiro, sempre serio e fechado e com dificuldades para fazer amigos.

Ela o convida para uma balada com amigos, na casa noturna que ela faz shows de danças brasileira. Ele gosta dela, mas decidi que um relacionamento assim, não valerá  a pena.

Para eles se relacionarem, ela tem que parar de dançar, e principalmente de ter tantos amigos homens. A linda mulata aceita prontamente. Afinal ela conseguiu o troféu. Ela havia aprendido a muito tempo  com o pai que para ter sucesso, era necessário branquear a família.
O relacionamento logo no começo provou ser incorreto.
 E agora são só os dois, nada mais de balada com os amigos. Estiveram para se separar, mas se reconciliaram, ela  ficou gravida e eles permaneceram juntos.


Em vez  de aceitarem que não eram,  um para o outro e terminar com o  relacionamento.
 Eles tentaram mudar um ao outro, entre frustacoes e desapontamentos, só fizeram a situação piorar.
 Na tentativa de tentar melhorar, eles criaram severas leis, fazendo o pior dos dois, aparecer no relacionamento
 E num esforço de manter os sentimentos positivos, na falsa prisão que criaram. Eles começam a mentir para eles, e para os outros,

A mulata começou a ter problemas na tiroide. Ela começou a tomar hormônios de reposição. E recentemente descobriu que esta com excesso de insulina no sangue, quase diabética. Ela esta tomando remédios e fazendo uma dieta braba. Essas doenças foram causadas, por ela se sentir humilhada, por pensar que ela nunca consegue o que deseja. Quando sera que ela vai conseguir o que deseja? Ela não se permiti mais, se expressar livremente com criatividade, deixando os velhos modelos de limitações de lado para viver no agora.

Ele esta desnorteado e triste. Nos doze anos de casamento, ele sente que ela só o amou nos primeiros três anos. Eles brigam por nada. Ele não se sente valorizado. Ele pensa que seria preferível se eles tivessem se separado no inicio do relacionamento.
Em uma tentativa mais seria de voltarem a ter intimidade física e sentimental. Ele voltaram a transar mas de forma mecânica, sem energia recompensadora, sem graça.
Eles resolveram viajar a Paris, para comemorar os 12 anos de casados. Foi bom . Ficaram próximos, andaram por Paris de mãos dadas. O sexo só aconteceu no ultimo dia, da mesma forma sem vida. Todavia ela ficou gravida mais uma vez.

A bonita mulher mente para os outros e para ela. Provavelmente a grande mentira que ela acredita, é que ela não seja  digna de ser amada pelo o que ela realmente é. Somente se amando ela começara se sentir mais feliz. Porque  mentalmente ela esta começando a viver no passado, achando que no passado a vida dela era mais doce e feliz.
.Eles tem alguns casais  amigos em comum, filmes, musica, televisão e principalmente os problemas para resolver.
Ainda dormem na mesma cama. Mas é algo sem intimidade. Eles estão muito próximos e ao mesmo tempo bem distante. O trabalho dela de faxina, é bem cansativo e estressante.

Os dois se sentem perdedores no jogo do amor; com sentimentos de fracasso e ressentimentos e com corações fechados.
O problema do relacionamento começou primeiramente na ilusão mental. Eles estavam querendo o melhor, sem saber como ser melhores. O melhor sempre começa na mente.
Quando eles fluem juntos eles realmente fluem. Eles precisam entender que eles estão juntos neste barco.
Depois de um tempo juntos os casais esquecem de ver o lado predominante positivo da relação.
Eles estavam tentando achar o lugar,deles, na combinação familiar.

O caminho da felicidade nesta relação, é responsabilidade de cada um.
A linda mulata pode começar a pensar que é realmente muito bom ter um bom marido e amigo.
O solitário advogado começar a mudar o pensamento de como é uma mulher perfeita.
Eles estão tentando mudar a situação externa e o outro, mas eles precisam mudar as crenças internas,  e não o outro.
Os dois precisam achar o próprio balanco. Agora eles precisam  querer ter  a capacidade unica de extrair o melhor de cada um.
Eles não precisam de um parceiro perfeito. Porém eles precisam ser totalmente perfeitos para si mesmo. Somente assim eles serão capazes de construir um relacionamento perfeito.