Google+ Badge

Sunday, October 18, 2015

Ateísmo

O termo ateísmo, proveniente do grego clássico ἄθεος (transl.: atheos), que significa "sem Deus", foi aplicado com uma conotação negativa àqueles que se pensava rejeitarem os deuses adorados pela maioria da sociedade. Com a difusão do pensamento livre, do ceticismo científico e do consequente aumento da crítica à religião, a abrangência da aplicação do termo foi reduzida. Os primeiros indivíduos a identificarem-se como "ateus" surgiram no século XVIII.
Os ateus tendem a ser céticos em relação a afirmações sobrenaturais, citando a falta de evidências empíricas que provem sua existência. Os ateus têm oferecido vários argumentos para não acreditar em qualquer tipo de divindade. O complexo ideológico ateísta inclui: o problema do mal, o argumento das revelações inconsistentes e o argumento da descrença. Outros argumentos do ateísmo são filosóficos, sociais e históricos. Embora alguns ateus adotem filosofias seculares, não há nenhuma ideologia ou conjunto de comportamentos que todos os ateus seguem. Na cultura ocidental, assume-se frequentemente que os ateus são irreligiosos, embora alguns ateus sejam espiritualistas.Ademais, o ateísmo também está presente em certos sistemas religiosos e crenças espirituais, como o jainismo, o budismo e o hinduísmo. O jainismo e algumas formas de budismo não defendem a crença em deuses,enquanto o hinduísmo mantém o ateísmo como um conceito válido, mas difícil de acompanhar espiritualmente.

(do Latim fide) é a adesão de forma incondicional a uma hipótese que a pessoa passa a considerar como sendo uma verdade sem qualquer tipo de prova ou critério objetivo de verificação, pela absoluta confiança que se deposita nesta ideia ou fonte de transmissão. A fé acompanha absoluta abstinência de dúvida pelo antagonismo inerente à natureza destes fenômenos psicológicos e da lógica conceitual. Ou seja, é impossível duvidar e ter fé ao mesmo tempo. A expressão se relaciona semanticamente com os verbos crer, acreditar, confiar e apostar, embora estes três últimos não necessariamente exprimam o sentimento de fé, posto que podem embutir dúvida parcial como reconhecimento de um possível engano. A relação da fé com os outros verbos, consiste em nutrir um sentimento de afeição, ou até mesmo amor, por uma hipótese a qual se acredita, ou confia, ou aposta ser verdade.

O Ateísta e a Fé  são amigos.
- " Eu sou cético entre tudo que soa sobrenatural . Vale para Deus e qualquer tipo de dom, inclusive para os seus." Disse o convicto ateu.
- " Não existe nada sobrenatural, tudo é natural ate os meus dons." Respondeu a fé com pressa de provar que ela estava correta e o ateu errado.
- " Querida  você tem pensamentos e desejos absolutamente irracionais como por exemplo: Achar que podemos ter as coisas diretamente do céu sem mover um dedo." respondeu o ateu,
- " Agora vou ter que concordar consigo, é isso mesmo!" Falou a convicta Fé.
-  " Minha teoria, é que não ha nada de sobrenatural na doença que pode acontecer com qualquer um, isso é um fato, a doença não é um Karma que alguém tem que pagar."
- " Uau! terei que concordar com você, doença não é um carma que alguém tem que pagar. Karma é uma palavra sânscrito que significa ação. Toda ação gera uma reação. No caso da doença, a ação começa com a escolha de pensamentos que escolhemos ter. Quando pensamos o correto, geramos prazer e a felicidade. Quando pensamos errado e tomamos atitudes erradas para com nós mesmo,  criamos a dor, que entre outras formas poderá se transformar na doença.
- " Eu acredito em probabilidades. Você pode morrer atropelada ou morrer por causa que um avião caiu na sua casa. Morrer atropelado nós algo mais fácil de acontecer porque estamos sempre andando, já cair um avião em nossa cabeça é  muito difícil porque preciso morar sob uma rota movimentada, caem poucos aviões, etc. E tal. É uma questão de maior ou menor risco probabilístico. Conclui o ateu
- " De novo concordo com você meu amigo ateu. Mas não importa se sendo atropelado por um carro ou um avião caindo na cabeça. O resultado sera a morte por acidente. Morte por acidente é quando a pessoa esta com medo de mudar. O coração deseja mudar, mas a cabeça quer agradar aos outros. E essa confusão gera um desastre na vida da pessoa que gera o acidente. E se o espirito já estiver cansado da mente por muito tempo ou em total desacordo. Ele prefere partir..