Google+ Badge

Friday, October 23, 2015

Minha Vida Não É Perfeita! Mas Meu Cabelo É

Quando Criança: Cabelo é Dor
Eu tenho sete anos de idade.
Todos os dias caminho para casa, com os meninos me seguindo gritando:

Cabelo de bombril!
Eu sinto a dor de ter um cabelo de bombril!



Quando Adolescente: Cabelo é Rejeição
Eu me sinto muito mal ouvindo  a letra da musica; eu quero desaparecer:
nega do cabelo duro que não gosta de pentear do luis Calda
" Negra do cabelo duro! qual e o pente que te penteia..."
Eu sinto a dor da rejeição!

Quando Jovem: Cabelo  é vitimismo
Vejo os cabelos das mulheres nos ônibus alisados a chapinha.
Quero me ajudar, quero ajuda-las!
Sera que se eu tivesse cabelo lisos e loiros a minha vida seria mais fácil?
Eu sinto a dor do vitimismo!

Quando Adulta: A dor da luta de ter de lutar por um direito!
A conscientização do cabelo black power.
Nada mais de alisamentos!
Cabelos naturais, cabelos com trancinha! com pitukas.
A dor de necessitar da aprovação externa!
Finalmente eu fiz o curso de estilista em cabelo e segui em frente com varias especializações.
Eu me tornei uma excelente na área.
Durante 14 anos, eu cuidei de vários tipos de cabelo:
Cabelos orgulhosos, cabelos rejeitados, cabelos rebeldes, cabelos sensuais, cabelos cansados, cabelos maltratados. cabelos sofisticados, cabelos livres, cabelos enroscados, cabelos compridos, cabelos ruins, cabelos perdidos, cabelos fascinantes, cabelos falsos.
Enfim cuidei de infinitos tipos de cabelos. E  descobri que os cabelos tem alma.



Quando Sábia: Cabelo é Riqueza
Hoje simplesmente ao olhar o cabelo de qualquer pessoa, eu sei como anda a vida dessa pessoa.
Cabelos brancos; é preocupação com o futuro.
No ano de 2003 os meus cabelos se tornaram naturalmente brancos; mas como eu estava começando a entender que os cabelos tem alma.
Eu comecei a conversar com o meu cabelo, e eles voltarão a ficar totalmente pretos naturalmente.
Simultaneamente eu dividi minhas descobertas com as minhas clientes, cujo os cabelos estavam brancos também.
Elas preferiram não acreditar! Onde já se viu: Cabelos com alma? Elas decidiram continuar pintando os cabelos.
Agora passado mais de 10 anos, estou sem cabelos brancos.
Aquela garotinha de sete anos , se tornou uma  sábia que aprendeu a delicia de ter os cabelos que elas tem.
Ela sabe que é afortunada e que carrega diamantes na cabeça.
Não se importa e não perde tempo com as pessoas que não são capazes de reconhecer os seus diamantes.
O meu cabelo é poderoso.
As pessoas costumam me perguntar, se podem tocar no meu cabelo.
Ao que respondo: -" Só se for com muito amor!".
Os Meus cabelos amam serem tocados; mas serem tocados com amor.
Eu não quero cabelos artificiais.
Eu sei que tem pessoas que culpam as outras pessoas, pelos problemas deles de auto aceitação.
Essas pessoas arrogantes acumulam decepções, e começam a viver escapando das boas oportunidades da vida, como ter um bom relacionamento com o próprio cabelo.
Todavia Bebê! Ninguém é responsável pelo relacionamento que tenho com os meus lindos cabelos.
Que eu amo tanto!