Google+ Badge

Friday, October 9, 2015

O Estupro na Bíblia e no Cinema - Lista de Documentários Sobre Estupro


Em 1977, o cineasta Roman Polanski enganou, despojou, drogou, estuprou e brutalmente sodomizou uma adolescente de 13 anos. Condenado por essas atrocidades, ele fugiu dos EUA para trabalhar  mais livre e alegre na França.
 O seu biógrafo, Thomas Kiernan relata seus crimes em: O Roman Polanski Historia.
 " Ele abriu uma garrafa de champanhe, a jovem hesitou, dizendo-lhe que a última vez que ela tinha bebido champanhe, ela tinha ficado violentamente doente. Ela era asmática, e o espumante tinha  provocado lhe um ataque de asma."
 - "Champanhe francesa, nunca poderá machucá-la." Roman respondeu
 Ela bebeu um copo para acalmá-lo. Em breve "ela sentiu seus pulmões começarem a se contraírem."
- "Salte na banheira de água quente, isto ira fazer você se sentir melhor." disse Roman
 -"Eu realmente não me sinto bem, eu deveria não ter tomado champanhe." Ela reclamou novamente sobre sua tontura e falta de ar.
Ele deu-lhe um comprimido, assegurando-lhe:
-  "Este comprimido ira contrariar os efeitos do champanhe ".
 Acreditando, a menina tomou o comprimido. Ele não dize a ela que o tablete não era uma pílula anti-asma mas um  Quaalude [ilegal].
 A menina entrou em um  torpor profundo deslizando para a inconsciência. Ela estava tremendo e chorando pálida e murmurou bêbada e com respiração estridentes:
- "Eu estou doente. Eu quero ir para casa."  Muco saiam de suas narinas. Ela perdeu o controle da bexiga e estava febril.
Roman se preocupou em ser preso com uma "adolescente americana nua no meio de uma crise potencialmente fatal." Ele "se perguntou se ele deveria chamar uma ambulância ou a polícia. Ele decidiu esperar."
 Por que não ambulância? Em um filme, ela deveria morrer, seus amigos de Hollywood poderia ajudar a se livrar do corpo.  Ainda assim, para não desperdiçar uma oportunidade de estupro, Roman estuprou a menina inconsciente.
Com sua respiração ainda prejudicada pelos efeitos da Quaalude e champanhe, ela imediatamente  vomitou. Ela tentou gritar, mas não poderia produzir um som.
 Eventualmente, ela reviveu. Ele dirigiu a menina para casa, deixando-a na porta da frente.
 Agora aqueles que têm seguido Roman sabe que ele estupra crianças regularmente. Thomas informou que "Roman simplesmente não conseguia entender por que estuprar uma criança deve ser uma preocupação para qualquer um.
- Eu tenho "ferrado" muitas meninas mais jovens do que esta, e ninguém deu a mínima." Disse ele
 Lembro-me de uma história francesa de Roman com as meninas púberes que ele seduziu.
-  "Eu amo raparigas muito jovens." Roman
Para compensar repulsa geral das pessoas, Roman tem uma campanha de relações púbicas que joga constantemente em sua trágica infância na Segunda Guerra Mundial. Ele nasceu judeu. Ele viveu durante o Holocausto. Em 2005 ele ganhou o Oscar para o filme O Piano.
O premio manda uma mensagem para as mulheres.
" Queridas, vocês não valem nada,  nós homens podemos estrupa-las e continuar trabalhando e recebendo prêmios nesta sociedade ideológica onde a bíblia nos guia, a vocês cabem nos aplaudir, admirar e nos defender, isso se chama diversão e entretenimento."

Estupro na Bíblia

  O estupro é um dos crimes mais hediondos que se possa imaginar.  Como qualquer pessoa pode obter a sua orientação moral de um livro que permite estupro? 
Assassinato, estupro e pilhagem dos midianitas (Números 31: 7-18 NVI)
  Eles atacaram Midian, assim como o Senhor ordenara a Moisés, e mataram todos os homens. Todos os cinco reis midianitas  morreram na batalha. Eles também mataram Balaão, filho de Beor com a espada. Em seguida, o exército israelita capturou as mulheres e as crianças midianitas e tomaram o seu gado e ovelhas e toda a sua riqueza como pilhagem. Queimaram todas as cidades e aldeias onde os midianitas tinham vivido. Depois que eles se reuniram a pilhagem e cativos, pessoas e animais, eles trouxeram-los todos para Moisés e Eleazar, o sacerdote, e para toda a comunidade de Israel, que estava acampado nas planícies de Moab ao lado do rio Jordão, na altura de Jericó.

  Moisés, o sacerdote Eleazar e todos os líderes do povo foi ao encontro deles fora do arraial. Moisés, porém, ficou furioso com todos os comandantes militares que haviam retornado da batalha. "Por que você deixou todas as mulheres viver?" Ele exigiu. . "Estas são as mesmas pessoas que seguiram o conselho de Balaão e causou o povo de Israel a se rebelar contra o Senhor no Monte Peor Eles são os que causaram a peste para atacar o povo do Senhor. Agora mata todos os meninos e todas as mulheres que  dormiu com um homem Somente as jovens meninas que são virgens podem viver;. você pode mantê-las para si mesmos.

                              Claramente Moisés e Deus aprova o estupro de virgens.


Roman Polanski: Querido e Desejado é um filme de 2008. Ele examina os eventos que levaram à Roman fugir dos Estados Unidos depois de ser envolvido em um julgamento controverso, e seu reencontro instável com seu país de adoção.

Estupro e os despojos de guerra (Juízes 5:30 NAB) Bíblia

Eles devem  dividir os despojos que eles tomaram: deve haver uma donzela ou duas para cada homem, Espólios de tecido tingido como despojo de Sísera, um xale ornamentado ou dois para mim no despojo.



Roman Polanski: Um Estranho no Ninho - Roman Polanski: Odd Man Out
Este filme mostrou a batalha legal bem sucedida de Roman para evitar a extradição para os EUA, Uma batalha que teve lugar após o filme Roman Polanski: Querido e desejado saiu.
Os dois filme foram feitos  Marina Zenovich uma diretora e produtora. Você acredita que um homem faria um documentário a respeito?

  Assassinato, Estupro e Pilhagem em Jabes-Gileade (Juízes 21: 10-24 NTLH)

 "Ó Senhor Deus de Israel", lamentaram, "por que aconteceu isso em Israel? Por que teria que faltar hoje uma tribo em Israel?"
 Na manhã do dia seguinte, o povo se levantou cedo, construiu um altar e apresentou holocaustos e ofertas de comunhão. Os israelitas perguntaram: "Quem dentre todas as tribos de Israel deixou de vir à assembleia perante o Senhor?" Pois tinham feito um juramento solene de que qualquer um que deixasse de se reunir perante o Senhor em Mispá seria morto. Os israelitas prantearam pelos seus irmãos benjamitas. "Hoje uma tribo foi eliminada de Israel", diziam.
 "Como poderemos conseguir mulheres para os sobreviventes, visto que juramos pelo Senhor não lhes dar em casamento nenhuma de nossas filhas?" Então perguntaram: "Qual das tribos de Israel deixou de reunir-se perante o Senhor em Mispá?" Descobriu-se então que ninguém de Jabes-Gileade tinha vindo ao acampamento para a assembleia. Quando contaram o povo, verificaram que ninguém do povo de Jabes-Gileade estava ali.
Então a comunidade enviou doze mil homens de guerra com instruções para irem a Jabes-Gileade e matarem à espada todos os que viviam lá, inclusive mulheres e crianças.
 "É isto o que vocês deverão fazer", disseram, "matem todos os homens e todas as mulheres que não forem virgens." No meio de todo o povo que vivia em Jabes-Gileade encontraram quatrocentas moças virgens e as levaram para o acampamento de Siló, em Canaã. Depois a comunidade toda enviou uma oferta de comunhão aos benjamitas que estavam na rocha de Rimom. Os benjamitas voltaram naquela ocasião e receberam as mulheres de Jabes-Gileade que tinham sido poupadas. Mas não havia mulheres suficientes para todos eles. O povo pranteou Benjamim, pois o Senhor tinha aberto uma lacuna nas tribos de Israel. E os líderes da comunidade disseram: "Mortas as mulheres de Benjamim, como conseguiremos mulheres para os homens que restaram? Os benjamitas sobreviventes precisam ter herdeiros, para que uma tribo de Israel não seja destruída. Não podemos dar-lhes nossas filhas em casamento, pois nós, israelitas, fizemos este juramento: Maldito seja todo aquele que der mulher a um benjamita. Há, porém, a festa anual do Senhor em Siló, ao norte de Betel, a leste da estrada que vai de Betel a Siquém, e ao sul de Lebona".
Então mandaram para lá os benjamitas, dizendo: "Vão, escondam-se nas vinhas e fiquem observando. Quando as moças de Siló forem para as danças, saiam correndo das vinhas e cada um de vocês apodere-se de uma das moças de Siló e vá para a terra de Benjamim. Quando os pais ou irmãos delas se queixarem a nós, diremos: Tenham misericórdia deles, pois não conseguimos mulheres para eles durante a guerra, e vocês são inocentes, visto que não lhes deram suas filhas". Foi o que os benjamitas fizeram. Quando as moças estavam dançando, cada homem tomou uma para fazer dela sua mulher. Depois voltaram para a sua herança, reconstruíram as cidades e se estabeleceram nelas. Na mesma ocasião os israelitas saíram daquele local e voltaram para as suas tribos e para os seus clãs, cada um para a sua própria herança.
 Obviamente, essas mulheres foram violadas repetidamente. Esses bastardos doentes mataram e estupraram uma cidade inteira e depois queria mais virgens, para que eles se esconderam ao lado da estrada de sequestrar e estuprar um pouco mais. A Bíblia e religião servindo como pilares para o estupro feminino.
Porque as mulheres continuam a seguir e defender a bíblia?

Estupro em Uma Pequena Cidade: A Historia de Florence Holway (2004) Na véspera da Páscoa de 1991, 75 anos de idade, Florence  foi brutalmente agredida, espancada e estuprada em sua pequena rural Nova England casa. Sobrevivendo ao ataque, ela jurou que ela faria tudo em seu poder para ver que seu atacante de 25 anos, John LaForest, que tinha uma ficha criminal passado nem menos, nunca poderia fazer a mesma coisa novamente para outra mulher inocente.

Menina 27 - Girl 27 é um filme de 2007 documentário sobre 1937 estupro da extra dos filme da MGM Patricia Douglas (1917-2003), as notícias de primeira página que se seguiram, e o subsequente encobrimento de todo o evento. Também abrangidos são um ataque semelhante sobre a  cantora Eloise Spann e seu posterior suicídio, bem como o escândalo mais conhecido envolvendo a atriz Loretta Young e sua "adotiva" filha Judy Lewis.O cineasta, David Stenn, utiliza entrevistas de primeira pessoa  e filmagens de vintage e música para explorar o poder político dos estúdios de cinema em Hollywood na década de trinta, bem como as atitudes do público em relação a agressão sexual que desencorajava vítimas de vir para a frente. 

 Leis de Estupro (Deuteronômio 22: 28-29 NTLH) Se um homem for apanhado no ato de estuprar uma jovem mulher que não esteja envolvida, ele deve pagar cinquenta moedas de prata a seu pai. Em seguida, ele deve se casar com a jovem porque ele violou-a, e ele nunca será permitida a divorciar-se dela. Que tipo de louco faria uma vítima de estupro se casar com seu agressor? Resposta: Deus.


Crimes de Amor de Cabul é um filme de 2011 documentário segue  casos de detentas na prisão de  mulheres em Cabul, no Afeganistão, onde metade são presas por "crimes morais", tais como o adultério, sexo antes do casamento e fugindo de casa. "Se eles eram boas mulheres, eles não estaria aqui", diz um agente penitenciário no início do filme.
 Kareema, 20 anos e grávida, está na prisão por dois meses aguardando julgamento pelo crime de sexo antes do casamento com o noivo. Ela pode pegar até 15 anos de prisão.
Aleema, 23, fugiu de sua família violenta e buscou refúgio com Zia, uma outra mulher. Elas ficaram na prisão por três meses. Aleema acusa Zia de tentar prostituir-la, o que Zia nega. Aleema está a enfrentar até 15 anos por fugir; Zia  até 20 anos por abriga-la e tentar vendê-la.
Sabereh, 18, é acusada de ter sexo anal com um vizinho. Ela foi entregue pelo pai. Exame médico mostrou que ela ainda é virgem. O filme foi dirigido por:
Tanaz Eshaghian (nascida 08 de setembro de 1974 no Irã) é uma  iraniana-americana documentarista cineasta. Ela deixou o Irã com a mãe na idade de 6 anos. Ela cresceu em Nova York.

Morte as Vítima de Estupro (Deuteronômio 22: 23-24 NAB)

Se dentro da cidade um homem vem sobre uma donzela que é desposada, e tem relações com ela, você deve levá-los ambos fora do portão da cidade e não apedrejá-los à morte: a garota porque ela não gritou por ajuda embora ela estava na cidade, e o homem, porque ele violou sua esposa vizinhos. É claro que Deus não dá a mínima para a vítima de estupro. Ele só está preocupado com a violação de outro homem "propriedade".
Livrai-nos do Mal é um documentário americano de 2006 que explora a vida de padre católico Oliver O'Grady, que admitiu ter molestado e estuprado cerca de 25 crianças no norte da Califórnia entre final de 1970 e início de 1990. 
O filme ganhou o prêmio de Melhor Documentário no Los Angeles Film Festival 2006 e foi nomeado para um Oscar de Melhor Documentário, perdendo para An Inconvenient Truth. O título refere-se a uma linha na oração do Senhor.
O filme narra anos de Oliver como um sacerdote no norte da Califórnia, onde ele cometeu seus crimes. Depois de ter sido condenado por abuso sexual infantil e servido sete anos de prisão, Oliver foi deportado para a sua terra natal Irlanda. 

Amy entrevistou-o lá em 2005 para o filme. Além disso, o filme apresenta documentos do estudo, depoimentos gravados em vídeo e entrevistas com ativistas, teólogos, psicólogos e advogados.
 Ele mostra que autoridades da Igreja estavam conscientes dos crimes de Oliver, e que à igreja tomou medidas para escondê-los e protegê-lo .
Oliver O'Grady (nascido em 05 de junho de 1945) é um padre católico irlandês  que estuprou, molestou e abusou de pelo menos 25 crianças na Califórnia a partir de 1973.
O filme foi dirigido por Amy J. Berg (nascida 13 de outubro de 1970) é uma cineasta americana. Outro documentário feito por uma mulher.

Punição de David - A poligamia, estupro, Matar bebê, e "Perdão" de Deus (2 Samuel 12: 11-14 NAB) 
Assim diz o Senhor: "Eu trarei mal sobre você fora de sua própria casa. Vou levar suas esposas, enquanto você viver para vê-lo, e lhes darei a seu vizinho. Que se deitará com tuas mulheres à luz do dia. Você fez esta ação em segredo, mas vou trazê-lo sobre na presença de todo o Israel, e com o sol olhando para baixo. "Então disse Davi a Natã: "Pequei contra o Senhor." Natan respondeu a David: "O Senhor da sua parte perdoou o teu pecado:. Você não morrerá. Mas desde que você tenha todo desprezado o Senhor com este feito, a criança nascida  para você deve certamente morrer". A criança morre sete dias depois. Isso tem que ser uma das citações mais doentes da Bíblia. O próprio Deus traz as vítimas de estupro completamente inocente para o estuprador. Que tipo de perdedor patético faria algo tão mal? E então ele mata a criança! Isto parece-me doentio!
Entortando a Fé é  um documentário americano 2004 dirigido por Kirby Dick sobre um homem que enfrenta a Igreja Católica sobre o abuso que sofreu quando era adolescente.
O filme centra-se em Tony Vem, um bombeiro de Toledo, Ohio, que foi abusado sexualmente por um padre católico quando ele era um estudante de quatorze anos de idade em uma escola católica. Sentindo-se envergonhado, Tony guardou segredo por quase 20 anos, mas foi forçado a confrontar seu passado depois de descobrir que o sacerdote, Dennis Gray, estava morando na mesma rua que ele, sua esposa, e seus dois filhos pequenos.

                                                  Padre Denis Gray
Outras cenas incluem o padre Dennis, em que ele evita responder a acusações de abuso e encobrimento. O confronto de Tony com sua mãe sobre sua decisão de se posicionar pela Igreja Católica, e a visita de Tony a uma conferência realizada pela Rede de Sobreviventes de Abusados ​​por Padres ( SNAP).
Tony decidiu ir a público e abrir uma ação judicial contra os líderes do padre e da Igreja que tinham negligenciado o abuso sexual do padre .
O filme também mostra uma cena em que Tony explica seu abuso a sua filha de nove anos de idade.
O filme também apresenta entrevistas com vários outros homens que tinham sido abusados pelo padre, e estes sobreviventes reunidos para discutir suas lutas contínuas.
Estupro da mulher presa (Deuteronômio 21: 10-14 NAB) "Quando você sair à guerra contra os seus inimigos e o Senhor, teu Deus, entrega-os em sua mão, para que você os torne cativos, se você vê uma mulher formosa entre os cativos e ficar tão encantado com ela que você deseja te-la como esposa, você pode levá-la  para sua casa. Mas antes que ela possa viver lá, ela deve ter a cabeça raspada e suas unhas cortadas e deixar de lado traje de seu cativeiro. Depois que ela lamentou o pai ea mãe para um mês inteiro, você pode ter relações com ela, e serás seu marido e ela será tua mulher no entanto, se mais tarde você perde o seu gosto por ela, você deve dar-lhe a sua liberdade, se ela deseja-lo;. mas você não deve vendê-la ou escravizá ela, já que ela era casada com você sob compulsão ". Mais uma vez Deus aprova o estupro.

Gene Fodor, que serviu no Departamento de Polícia de Toledo entre 1960 e 1981, diz policiais 'teria sido demitido "por prender um padre.
O detetive da polícia veterano foi convocado pelo Rev. John "Archie" Thomas a Escola Central Católica,  antes das aulas para falar sobre um grande segredo por trás das paredes da sede da diocese.
Gene, que serviu no Departamento de Polícia de Toledo entre 1960 e 1981, diz que policiais 'teria sido demitido "por prender um padre
Os líderes da Igreja temia um padre popular conhecido por ajudar os jovens rebeldes - o padre Dennis Gray - havia estuprado e molestado meninos na casa de campo do clérigo, e Padre Thomas, superintendente das escolas diocesanas, queria conselhos do oficial sobre o que fazer.
"Ele disse:" Nós temos um problema '", lembrou o Sr. Connors do encontro há quase duas décadas.
O oficial disse que ele disse ao padre para manter o Padre Dennis longe de crianças, e foi isso.
Caso encerrado.
O detetive de longa data não apresentou um relatório da polícia, nem  iniciou uma investigação sobre o homem mais tarde acusado de abusar de mais de uma dúzia de meninos.
Em vez disso, Padre Dennis, eventualmente, seria autorizado a deixar em silêncio o sacerdócio e continuar - sem antecedentes criminais - para se tornar um oficial de justiça e um administrador de escola pública, com acesso a centenas de jovens.
O Sargento  estava seguindo uma regra não escrita transmitida de antecessores por décadas.
Ao longo dos últimos 50 anos, aqueles que jurou fazer cumprir a lei e proteger as crianças têm repetidamente ajudado a diocese no encobrimento do abuso sexual por padres.
Além de revelações do passado que a diocese silenciosamente mudaram padres pedófilos de paróquia em paróquia, a investigação  mostra que pelo menos uma vez por década - e muitas vezes mais - padres suspeitos de estupro e abuso sexual foram autorizados pelas autoridades locais para escapar da lei.
Em uma revisão de milhares de documentos judiciais e diocese e entrevistas com dezenas de policiais, juízes, promotores, vítimas, e os advogados, o inquérito revelou:
Em cinco casos, os policiais se recusaram a prender ou investigar padres suspeitos de abusar sexualmente de crianças. Um antigo chefe da polícia de Toledo pressionado subordinados não prender padres.
Em três casos que se resultar em investigações formais, as autoridades bloquearam a liberação dos arquivos do caso ao público. Ao contrário de criminosos sexuais condenados, aqueles sacerdotes podiam agora passar a verificação de antecedentes e ter acesso às crianças, sem nunca divulgar seus passados.
Em um caso que fez ao sentença, o juiz concordou com uma pena de prisão por um sacerdote muito mais leve do que comumente dado a outros pedófilos condenados por crimes semelhantes.
E em três casos, a polícia e assistentes sociais de bem-estar infantil atrasados ou investigações de supostos pedófilos que estavam sacerdotes demitidos.
Em compreender o que se tornou o maior escândalo a envolver a igreja católica americana em gerações, os advogados das vítimas dizem uma questão deixou não exposto é o papel das autoridades civis para ajudar a minimizar ou esconder as ações criminosas de pedófilos que usavam coleiras sacerdotal.
Mais morte estupro e pilhagem (Deuteronômio 20: 10-14) 
Quando você se aproxima de uma cidade para atacá-la, primeiramente ofereça os seus termos  de paz para as pessoas. Se eles aceitarem seus termos e abrir as portas para vocês, então todas as pessoas irá atendê-lo em trabalho forçado. Mas se eles se recusam a fazer a paz e se preparar para lutar, você deve atacar a cidade. Quando o Senhor teu Deus as mãos sobre ela para você, matar todos os homens na cidade. Mas você pode manter para si mesmos todas as mulheres, crianças, animais, e outra pilhagem. Você pode desfrutar os despojos de seus inimigos, que o Senhor teu Deus lhe deu. Que tipo de Deus aprova o assassinato, estupro e escravidão?


Minha Máxima Culpa. Silêncio na Casa de Deus
O cineasta Alex Gibney  examina relatórios de pedofilia dentro da Igreja Católica Romana, focalizando especificamente em um grupo de homens que alegam que eles foram abusados como meninos por um padre em uma escola de surdos de Milwaukee .
O documentarista Alex Gibney  analisa o abuso de poder no sistema Igreja Católica através da história de quatro homens surdos - Terry Kohut, Gary Smith, Pat Kuehn e Arthur Budzinski - que partiram para expor o sacerdote que os abusaram durante meados dos anos 1960.
Cada um dos homens produziu o primeiro caso conhecido de protesto público contra o abuso sexual clerical, que mais tarde criara o caso escândalo sexual conhecido como o caso Lawrence Murphy. Através deste caso, o filme segue um encobrimento que segue o seu caminho das casas geminadas de Milwaukee,  até as igrejas da Irlanda, e para o mais alto cargo do Vaticano.
Lawrence Murphy era um padre que ensinava na antiga St. John Escola para Surdos no subúrbio de Milwaukee de São Francisco de 1950 a 1974. Acredita-se que ele tenha molestado até 200 meninos surdos antes de meados de 1970.
 Padre Lawrence Murph
As agências de aplicação da lei local, incluindo o Departamento de Polícia de Milwaukee, e a Procuradoria do distrito do Bairro, foram informados do abuso em 1974 por graduados adultos da Escola para os surdos, mas expressaram dúvidas sobre a credibilidade das alegações e o estatuto de limitações, e não fizeram nada.
Então o arcebispo William ​​Edward Murphy deu uma licença de ausência em 1974 e permitiu-lhe ir para casa de sua mãe em  Wisconsin.

"Quando um mulher é estuprada neste país, mais de 90 por cento do tempo o estuprador fica absorvido com o crime."  Jon Krakauer, Missoula: Estupro e o Sistema de Justiça em uma cidade universitária.