Google+ Badge

Monday, January 25, 2016

A Vida Prazerosa e Sexual da Catarina II A Grande

Catarina prova que o mito de que as mulheres são naturalmente menos sexuadas do que os homens, esta completamente errado. A sexualidade é igual no homem e na mulher. Mulheres pensam e desejam o sexo tanto quanto os homens e, se não expressam tanto, é mais por questões comportamentais ou sociais.

Catarina e Seus 12  Amantes!

Catarina II, a Grande ( nasceu Sofia Frederica Augusta; em 2 de maio de 1729 —  17 de novembro de 1796). Ela foi uma imperatriz déspota russa de origem alemã que reinou entre 1762 e 1796.

Na vida amorosa Catarina era adaptável, emotiva e sensível. Era uma diplomata nata, uma pacificadora sensível , no qual os homens confiavam e solicitavam a sua intervenção como se fora uma juiza. Catarina era muito estimada por todos os homens de sua comunidade, sendo de natureza bastante sensível, era profundamente amorosa, desejava e necessitava de afeição, com tendencias a depressão. Ela era sexualmente passiva, sensível, e preferia relacionamentos mais permanentes a casos passageiros. Embora relutava em tomar a iniciativa, reagia favoravelmente ao primeiro "sinal verde"; compartilhar era a chave de sua satisfação. Quando sacrificava o seu prazer na ânsia de satisfazer as necessidades do parceiro. ela ficava ressentida e desapontada. Por outro lado, quando se magoava, tendia a assumir a atitude egoísta de quem espera ser objeto de agrados. Ela tinha um fraco pelos tipos agressivos e cheios de energia.Os homens tinham que  preocupa-se com o bem estar dela. Precisava ser amada e desejada. O grande problema era o sentimento de insegurança e medo. Catarina valorizava muito as preliminares do sexo e gostava de ouvir palavras românticas.
Catarina ouvia com regularidade quando criança que ela era feia, e que por causa disto, ela teria que  esforçar-se para mostrar as virtudes interiores e inteligência.
- "Até a idade de quatorze ou quinze anos, eu estava firmemente convencida da minha feiúra e, portanto, mais preocupada com a aquisição de realizações interiores e menos consciente da minha aparência exterior." Catarina
Ela estava compreendendo a forma de fazer as pessoas gostarem dela, ela percebeu que as pessoas preferiam a respeito de si mesmos. Ela se tornou uma ouvinte.
Catarina estava despertando para a sensualidade. Aos treze e quatorze, muitas vezes ela foi para o seu quarto à noite, ainda inquieta com energia nervosa. Ela se sentava na cama, colocava um travesseiro duro entre as suas pernas, e, montado em um cavalo imaginário, galopava até que ela estava bastante desgastada. Quando empregadas domésticas iam ao seu quarto para investigar o barulho, elas a encontravam deitada em silêncio, fingindo estar dormindo.
- "Eu nunca fui pega no ato." Catarina
Aos quatorze anos, ela flertou brevemente com o tio bonito, e jovem irmão de sua mãe; George Lewis, dez anos mais velho que ela e atraído pela inocência fresca e florescimento de sua sobrinha , começou a corteja-la. Ele pediu para casar com ela, e obteve o consentimento dos seus pais.
-. "Naquele momento, meu tio abandonou-se inteiramente à sua paixão, que era extrema. Ele aproveitou todas as oportunidades para me abraçar e foi hábil em criar-los, mas para além de alguns beijos, era tudo muito inocente." Catarina
Mas antes do casamento ocorrer uma carta chegou da Russia, com a proposta dela se casar com o futuro imperador da Russia Pedro.
Antes do casamento acontecer, ele disse a Catarina que ele aceitou se casar com ela, porque era o desejo da tia imperatriz, mas que ele estava apaixonado por outra. Catarina agradeceu a sinceridade, mas em seu coração ela estava surpresa por sua imprudência e falta de julgamento.
Antes do casamento acontecer ele contraiu varíola, quando catarina o visitou
Catarina não foi capaz de mascarar seu horror medonho.
Ele veio até ela e perguntou.
"- Você me reconhece?". Pedro perguntou lendo os seus pensamentos em seu olhar. Depois disso ele acreditou ser hediondo e, portanto, indigno de ser amado.
1744- Catarina tinha 15 anos quando eles se casaram. O resultado do casamento para Catarina:
 "- Meu querido marido não presta a mínima atenção em mim, mas passa todo o seu tempo jogando com soldados em seu quarto com os seus servos,  ou muda seu uniforme vinte vezes por dia eu bocejo e bocejo com o tédio, não tendo ninguém para conversar." Catarina
 Pedro finalmente tem algo a dizer: que ele se apaixonou por uma das  serventes da imperatriz.
- "... Eu estaria pronta para gostar do meu novo marido se ele estivesse disposto ou capaz de mostrar qualquer afeto. Porém, no primeiro dia do casamento eu cheguei a uma conclusão triste sobre ele; e  eu disse a mim mesmo:" Se você se permite amar esse homem, você será a criatura mais infeliz nesta terra. Tomei o cuidado de não contar a ninguém que eu tinha resolvido nunca mais amar sem restrições um homem que não iria retornar esse amor na íntegra, tal era minha disposição que meu coração  pertenceria inteiramente e sem reservas a um marido que amasse somente a mim." Catarina
                                                 Imperatriz Isabel
Depois de dois anos a imperatriz Isabel acusa Catarina por ser a unica responsável por eles não terem um filho herdeiro.
- "Eu fui para o meu quarto, ainda chorando e pensando que a morte era preferível a uma vida assim perseguida eu tomei uma grande faca e me deitei em um sofá com a intenção de mergulhar em meu coração." Catarina
 1751- Primeiro Amante: Sergei Vasilievich Saltykov (c. 1726 – 1765)
Ele era muito  sexy, sensual e apaixonado, mas somente deixava transparecer esta parte de sua natureza, na privacidade intima. Ele sabia todos os pequenos truques do jogo. Ele podia interpretar qualquer papel e levava sua vida amorosa muito seriamente, com paciência de esperar pela pessoa certa.
Em 1751 a imperatriz Isabel atribuiu três jovens nobres como cavalheiros na sala de espera de Pedro. Um deles, foi Sergei, cuja a sedução das mulheres, era o propósito de sua vida. Ele tinha 26 anos e tinha sido casado por 2 anos com uma das senhoras em exercício da sala de espera da imperatriz.
A imperatriz também tinha enviado um casal de governantes para resolver a questão de um herdeiro para o trono. A governanta disse a Catarina.
"- Algumas vezes tem situações em que um interesse maior, exigi uma exceção às regras, onde os interesses patriotas  para um país, tomaram precedência sobre dever próprio em relação  a um marido ... você vai ver que eu não deverei colocar dificuldades em seu caminho."
Em 1754 Catarina estava grávida pela terceira vez.
Apos o bebe nascer, ele foi enviado para a imperatriz Isabel. Catarina não teve permissão para ver mais o filho. O nascimento de Paulo garantiu a sua posição na Rússia. Essa percepção levou a sua decisão:
"- Eu farei aqueles que me tem causado tanto sofrimento entender que eu não poderei ser ofendida e maltratada com impunidade "Catarina
Um dia, sua alteza imperial e marido entrou no seu quarto e lhe disse:
"-Você esta se tornando intolerável orgulhosa e eu sei como me trazer de volta para os seus sentidos ..... "
Ela não se deixou intimidar. Este encontro deixou Pedro confuso e alarmado. Nunca antes sua esposa confrontou-o com tanta força.
Final do relacionamento
O seu amante foi enviado para uma missão na Suécia. E quando ele retornou, ele a ignorou. No futuro, quando ela se tornou imperatriz, ela o tornou embaixador em Paris, onde ele continuou a possuir mulheres.
Nofuturo a imperatriz Catarina lançou rumores de que Sergei era o pai biológico do seu filho, o futuro czar Paulo I da Rússia.  Contudo, a maior parte dos historiadores acredita que esta insinuação de Catarina foi motivada pela relação conturbada que a imperatriz tinha com o seu filho com o objectivo de prejudicar a força da sua posição como herdeiro ao trono. 
     Paulo I da Rússia (1 de Outubro de 1754 - 24 de Março de 1801)
Na verdade, Paulo parecia-se muito com o seu pai oficial, Pedro III, tanto no aspecto físico como no temperamento. Havia muito pouco em comum entre Sergei, que era alto e atraente, e Paulo que era temperamental e atarracado.

1775-1758 - Segundo Amante: Estanislau II da Polônia, em polonês: Stanisław Antoni Poniatowski; ( 17 de janeiro de 1732 —  12 de fevereiro de 1798)
Ele era o tipico filho da mamãe, e Catarina no futuro de maneira figurada se tornaria sua mãe politicamente.


Em junho o embaixador inglês William Hanbury  introduziu o jovem nobre polonês. Esse foi o início de uma estreita relação pessoal e política entre os três. Estanislau se tornou seu amante e William seu financiador com recursos do Tesouro britânico.
Estanislau, 3 anos mais jovem do que Catarina, apesar de sofisticado, ele era virgem.
Ele tinha qualificações atraente para uma mulher orgulhosa que havia sido rejeitada pelo marido e descartada pelo amante.
Ele expressou admiração por seu título, beleza, mente e temperamento. Ele era atencioso, carinhoso, discreto e fiel, uma paixão segura que a fazia feliz.
- "Minha vida inteira foi dedicada à Catarina" Estanislau
Ele tornou-se uma parte de seu processo de cura.
Em julho 1756 Estanislau foi obrigado a partir para Polônia. Catarina estava determinada a traze-lo de volta.
Quando tudo estava preparado para sua volta. Ele escreve explicando o ultimo obstaculo.
- "Eu pressionei minha mãe para consentir o meu retorno. Ela me disse com lágrimas nos olhos que este assunto estava levando-a a perder o meu afeto em que ela dependia para toda a felicidade de sua vida .... Eu me atirei, a seus pés e implorei a ela para mudar sua mente. Ela me disse novamente em lágrimas:. isso é o que eu esperava ... e me deixou com o dilema mais horrível que eu já experimentei na minha vida." Estanislau
Ajudado por seus tios poderosos, Estanislau finalmente escapou de sua mãe em Dezembro de 1956 e retornou à Rússia como o representante oficial e ministro do rei da Polônia.
Uma vez de volta, ele retomou seu papel como amante de Catarina. Ele iria permanecer na Rússia por mais um ano e meio, período durante o qual ele foi pai de sua segunda filha.
O Começo do Fim:
Um dia Pedro junto com sua amante pegou Estanislau saindo do apartamento de Catarina e perguntou se ele tinha hum caso com sua esposa. Ele respondeu que não .
(Elizaveta (13 de agosto de 1739 - fevereiro 2 1792)  amante de Pedro. Durante seu caso, houve rumores de Pedro ter intenções de se divorciar de sua esposa Catarina para se casar com ela.)
Nos próximos dois dias seguintes todos sabiam o que tinha acontecido. Catarina suplicou para a amante do marido. Que sentiu muito prazer em ter a grã-duquesa diante dela como uma suplicante.
Num baile na corte. Estanislau estava Dançando com Elizaveta e Disse:
"- Você sabe que você tem o poder para fazer várias pessoas muito felizes."
- ". Venha para ao meu apartamento hoje à noite uma hora depois da meia-noite" respondeu Elizaveta
No exato lugar e hora ele encontrou sua nova beneficiaria, que estava com o grã- duque
muito feliz, lhe dando boas-vindas de uma forma amigável e familiar "
- "Você não é um grande tolo de não ter sido franco comigo desde o início. Se você tivesse, nada disto teria acontecido?.
Estanislau aceitou a reprovação de pedro e expressou sua admiração pela disciplina perfeita de soldados  Holandeses do grão-duque, que guarda o palácio. Pedro felicíssimo com o elogio disse:
- "Bem, agora que somos tão bons amigos, acho que há alguém em falta aqui."
Ele foi ao quarto de sua mulher puxou-a para fora da cama, deixando-a só o tempo para colocar uma túnica solta sobre a camisola e um par de chinelos em seus pés descalços. Ele a levou, apontou para Estanislau e disse:
"Bem, aqui está ele! Agora eu espero que todo mundo vai estar satisfeito comigo."
"A única coisa que falta é que você deve escrever para o vice-chanceler, conde vorontsov, para organizar o regresso imediato do nosso amigo para a Rússia." Catarina respondeu imperturbável.
"Todos nós nos sentamos, rindo e conversando e brincando em torno de uma pequena fonte na sala como se não tivesse nenhuma preocupação no mundo. Nós não nos separarmos até as quatro da manhã.
O duque me fez repetir a minha visita quatro vezes. eu  chegava à noite, caminhava até uma escada não utilizado para a grande sala de duquesas. Onde eu encontrava a grã-duquesa, o grão-duque e sua amante. Jantávamos juntos, depois Pedro tomava a amante, dizendo para nós.
- "Bem, meus filhos, vocês não precisam mais de mim,Eu acho"
E eu era capaz de ficar o tempo que eu quisesse. " Estanislau
Pedro estava super feliz com esta situação. Era o seu momento de triunfo sobre Catarina. Para a Catarina, a situação era diferente. Ela estava pronta para se envolver em aventuras como deslizar para fora do palácio na noite vestida de homem. porem ela  não podia suportar que Pedro  considerasse Estanislau como meramente o equivalente a sua amante. Esta camaradagem noturna era baseada em concordar, no adultério mútua, e ela percebeu que esses episódios poderia significar um perigo para o seu futuro.
No dia que ele partiu ela chorou como nunca. Muitos anos mais tarde, ele foi colocado no trono da Polônia como Rei por ela.

Terceiro Amante : O conde Gregório Grigoryevich Orlov (17 de Outubro de 1734 - 24 de Abril de 1783) foi o pai de dois dos seus filhos.
Ele era o arquétipo guerreiro
O herói Lema: Onde há uma vontade, há um caminho.
 Desejo:  provar o valor para amada por meio de atos corajosos
Objetivo: o domínio de especialistas de uma forma que melhore o mundo.
 O maior medo: a fraqueza, vulnerabilidade, ser um "frangote" no relacionamento.
 Estratégia:  ser tão forte e competente possível.
 Fraqueza: arrogância, sempre precisando de mais uma batalha para lutar.
Talento: competência e coragem.
Um dia Catarina estava olhando pela janela e seus olhos se encontrarão.
Aos 24 anos Gregório, era cinco anos mais jovem do que Catarina. Ele veio de uma linha de soldados profissionais a quem bravura era uma tradição familiar. Seu avô tinha sido um soldado comum e mosqueteiros fundada por Ivan, o Terrível, que se revoltara contra a reforma militar imposta pelo jovem czar Pedro, o Grande. Como castigo, Pedro havia condenado muitos dos arqueiros,  até a morte,este Orlov estava entre os condenados . Quando chegou a sua vez de repousar a cabeça sobre a guilhotina, o Orlov  sem hesitação caminhou através de uma plataforma cobertas de sangue, e usando o pé para empurrar de lado a cabeça recém-cortada de um camarada, declarou"
- "Eu tenho que dar espaço aqui para mim" Pedro, impressionado com este desprezo pela morte, imediatamente o perdoou, e colocou-o em um de seus regimentos.
E seu filho por sua vez, passou a ser um tenente-coronel, gerou cinco filhos guerreiro, Ivan, Gregorio, Alexis, Theodore e Vladimir. Todos os cinco estavam  na Guarda Imperial, todos eram populares com os oficiais  e idolatrado por seus soldados. Era um clã familiar unido, cada irmão ligado em lealdade aos outros.
Eles possuíam excepcional físico, coragem e devoção para o exército e para Russia. Eles eram bebedores, apostadores, e amantes, igualmente imprudentes na guerra e em brigas de taverna. E sem medo da morte. Alexis, foi o mais inteligente. Um homem enorme que tinha sido desfigurado por um sabre profundo corte em todo o lado esquerdo de seu rosto.
Gregório foi o herói, e o mais belo com o rosto de um anjo e o corpo de um atleta. Sem medo de nada. Quando se recuperando de ferimentos, ele conseguiu seduzir princesa Helen, a amante do grão-mestre da artilharia.
Apesar de sua reputação militar, ele estava muito abaixo de Catarina na classificação e não tinha posição sobre Corte. No verão de 1761, Catarina e Gregório se tornaram amantes. O caso foi conduzido em sigilo, mas Gregório não mantinha segredos de seus 4 irmãos.
A imperatriz isabel morre em 25 /12/ 1761. E Pedro se tornou o imperador. Em 21 de fevereiro de aniversário de Pedro, Catarina foi forçada a fixar a fita da ordem de Santa Catarina em sua rival, uma honra anteriormente concedida apenas para duquesas imperatrizes e duques.
Em 11 de abril nasceu em sigilo seu filho Alexis Gregorovich e mais tarde intitulado conde Bobrinsky.
                                                         Alexis filho ilegitimo de Catarina
 Pedro da ordens para Catarina ser presa.
O seu novo comandante George,( o tio que pediu Catarina em casamento) disse para Pedro que a prisão da imperatriz despertaria a indignação violenta do Exército.
Ele se tornou marechal de campo em 21 de fevereiro de 1762. Devido à revolução em 04 de junho de 1762 ele perdeu sua posição e voltou para Kiel, onde morreu logo depois.
Pedro cancelou a ordem, e Catarina começou a planejar para depor Pedro.
Em 12 de junho Pedro deixou São Petersburgo para perfurar seus soldados holandeses antes de enviá-los para a guerra contra a Dinamarca.
Gregório foi nomeado agente postal da artilharia da guardas dando-lhe acesso a pagar e dar vinho para os soldados no quartel sobre o nome da imperatriz Catarina.
Ele e seu irmão tinha ganhado o apoio dos oficiais.
O seu irmão Alexis Orlov (05 de outubro de 1737 - 05 janeiro de 1808)foi  quem acordou Catalina
"Matuska, mãezinha, acorde! Chegou a hora! Você deve se levantar e vir comigo. Tudo está pronto para sua proclamação.
Depois da proclamação ela marchou com os guardas para prender Pedro.

Quando pedro finalmente entendeu o golpe, ele escreveu para Catarina primeiro pedindo desculpas, prometendo compartilhar o trono com ela. Como ela não respondeu ele escreveu uma carta abdicando do trono, se ele pudesse levar sua amante com ele.
Catarina disse aceitar a oferta, mas ela queria a abdicação em escrito. Pedro escreveu e assinou uma abdicação . Ele permitiu ser destronado como uma criança que está sendo enviado para a cama. Os seis meses do seu reinado estava acabado. Ele quis ver a Catarina o que não foi permitido. Ele recebeu a mensagem que era um prisioneiro do estado. Na prisão ele foi morto por Alexis orlov.
`Catarina, em seguida, emitiu uma proclamação:
" No sétimo dia de reinado nos recebemos a notícia para nossa grande tristeza e aflição que era a vontade de Deus para acabar com a vida do ex-imperador Pedro III por um ataque grave de cólica hemorroidária ...."
 O corpo foi exibido para não correr o risco de fomentar a crença de que ele ainda estava vivo. No mesmo dia Catarina proclamou que ela iria ser coroada em Moscou, em setembro.
Alguns na Rússia acreditava nela, alguns não, muitos não se importava.
Ela foi coroada em 22 de setembro
Eu devo minha acensão a Deus e à coroa! "Catarina
Nos primeiros anos do reinado de Catarina. Gregório estava sempre ao seu lado em seu uniforme escarlate vestindo no peito o emblema de graça do império: seu retrato definido em diamantes.
Ela lhe deu um tutor francês para lhe ensinar o idioma usado pelo russo cultivada. Tomou banho títulos, decorações e riqueza sobre ele e seu irmão, mas Gregorio queria algo mais, ele queria se tornou seu marido. Para Catarina isso era impossível.
"- A  madame Orlov nunca poderia ser imperatriz da Rússia "Nikita Panin.
Uma noite na ceia intima Gregório começou gabando-se de sua influência com a guarda. Virando-se para Catarina,  ele comentou a facilidade com que ele a tinha colocado no trono e como, se ele quisesse, ele poderia tirar com a mesma facilidade dentro de um mês. Todos na mesa ficaram chocados. Quando Kirril Razumovsky falou.
"- Talvez você está certo meu amigo, mas muito antes do mês ter acabado, Teríamos-lo pendurado pelo pescoço..
Kirril era um admirador secreto de Catarina, quando ela chegou no reino ele viajava todos os dias para visita-la e se tornou um grande apoiador em sua campanha para depor Pedro.
Gregório se tornou insistente exigente. Ele declarou que preferiria voltar a ser um subalterno no exército, em vez de ter o papel de um "topete masculino."
A ascensão dos Orlovs foi tão rápido, o sucesso levou ao orgulho, orgulho alimenta arrogância; arrogância cria ciúmes
Um soldado estava conspirando para assassinar todos os Orlovs, a fim de eliminá-los da vida de Catarina. A demonstração pública mostrou como os orlovs eram odiados. O que terminou a conversa sobre casamento, mas Catarina irá manter Gregório ao seu lado por mais nove anos, suportando o seu mau humor, seu ciúme, e sua infidelidade. Ela era muito superior em inteligência e cultura. Ele sabia  que ela sentia uma culpa permanente porque ela não se casaria com ele. Para compensar, ela fez dele um príncipe do império, ela deu-lhe um palácio em St. Petersburgo.

 e Gatchina, situado no meio de um enorme parque.
Ele tornou-se senhor de vastas extensões de terra na Rússia e Lavonia. oficialmente, ele permaneceu um dos conselheiros de imperatriz.interessa-se bastante pelos acontecimentos da época e provou ser um conselheiro útil e condescendente durante os primeiros anos do reinado de Catarina. Tratou da questão da melhoria das condições de vida dos servos e da sua libertação parcial com entusiasmo, tanto pelo seu patriotismo como por razões financeiras. Como presidente da Sociedade da Economia Livre, também foi o interveniente mais importante da grande comissão de 1767, apesar de ter como único interesse agradar a imperatriz que tinha grandes projetos liberais no início do reinado.
de 1961 a 1972 Catarina tinha sido fiel a Gregório.
 Queda 
Os inimigos de Gegorio, liderados por Nikita Panin, estavam tentando romper a relação entre ele e Catarina. Eles informaram a imperatriz que ele tinha seduzido sua prima de 13 anos.
Mas finalmente ela decidiu terminar com o romance.
Na viagem Gregório recebeu uma mensagem do irmão alex sobre o novo amante , o que fez ele retornar imediatamente.
Por ordens  de Catarina  ele foi instruído a retirar-se para sua propriedade em Gatchina. O pretexto foi que por causa da plaga no ano interior, todos os viajantes  do sul eram obrigados a passar por um período de quarentena antes de entrar na capital. A verdade era que a catarina tinha medo de Gregório. ela teve novas fechaduras colocadas em sua porta e cercou seu apartamento com soldados leais.
"- Você não sabe o que ele é capaz. Ele pode matar a mim e o grão-duque Paul ." Disse Catarina.
Em Gatchina, Gregório pediu para vê-la. Ela se recusou, mas mandou uma mensagem, dizendo que ele deve ser razoável, deveria ir embora e viajar para a saúde.
Gregório respondeu que ele nunca tinha se sentido tao bem. Ela pediu-lhe para enviar de volta o retrato em miniatura de jóias que ele que usara sobre seu coração. Ele se recusou a enviar o retrato mas devolveu os diamantes. Depois de um mês em quarentena, ele apareceu de repente na sociedade.
Para conseguir reconquistar o afeto de Catarina, Gregório ofereceu-lhe um dos maiores diamantes do mundo, conhecido até aos dias de hoje por Diamante Orlov. Orloff, comprou-a (por cerca de meio milhão de dólares) e deu-a de presente à rainha Catarina II. Alguns acreditam que também fazi Um diamante do tesouro russo. É uma das jóias da coroa dos antigos Czares e pesa 220 quilates. De acordo com dados do Kremlin, as medidas do Orloff são 32 mm x 35 mm x 31 mm, pesando 37,924
Atualmente faz parte do Fundo dos Diamantes e está exposto no Palácio do Arsenal do Kremlin. Quando Potemkin o substituiu na governação de Alexandre em 1771, Gregório passou a não ter qualquer poder na corte e foi viver no estrangeiro durante alguns anos. Regressou à Rússia alguns meses antes da sua morte que aconteceu perto de Moscovo em 1783. Algum tempo antes de morrer tinha enlouquecido. Nos seus últimos anos de vida tinha-se casado com a sua sobrinha, Madame Zinovyeva, mas não teve filhos deste casamento.

1772 - 1774 - Quarto Amante: Alexander Vasilchikov(1744-1813) 
Ele não era particularmente romântico. Ele era uma pessoa que gostava de tomar as rédeas. Mas interessado em ação, negóciosQuando o assunto era sexo, era a ação que contava.


Alexandre era um porta-bandeira no regimento e tinha 28 anos quando chamou a atenção de Catarina e foi contratado como seu criado de quarto a 1 de Agosto de 1772. Quando o amante da imperatriz, Gregório, deixou a corte.
Ele foi presenteado com uma caixa de rapé de ouro. Sua relutância em aceitar intensificou o desejo do doador para dar-lhe mais
Em setembro, ele se tornou um camareiro da corte e foi instalado no apartamento de Gregório no palácio de inverno, seu quarto, era ligado ao apartamento Catarina pela escada privada. Ele foi nomeado ajudante geral e dado cem mil rublos, juntamente com um salário anual de doze mil rublbes. Alexandre tinha que estar disponível para estar em seu lado  em todos os momentos, e não foi autorizado a deixar o palácio sem permissão.
O relacionamento durou pouco. Catarina começou a achar a gentileza de Alexandre enjoativo, dizendo:
- "Sua ternura me fez chorar".
Alexandre mais tarde se queixou de que ele se sentia como um gigolô contratado:. "Eu não era nada mais para ela do que uma espécie de cocote masculino e fui tratado como tal; se eu fizesse um pedido para mim ou qualquer outra pessoa, ela não respondia, mas no próximo dia eu encontrava uma nota de banco por vários milhares de rublos em meu bolso. Ela nunca condescendeu em discutir comigo quaisquer assuntos que estavam perto do meu coração ".
Catarina caracteristicamente recompensou seu ex-amante ricamente. Alexandre recebeu uma pensão de vinte mil rublos e propriedades valiosas. Ele viveu o resto de sua vida em Moscou. Ele nunca se casou. Ele construiu uma notável coleção de pinturas e esculturas da Europa Ocidental, incluindo um "Auto-Retrato" por Velasquez e obras de Philips Wouwerman e Andries Botha.
"Quando Alexandre estava fora em uma viagem, enviado pela imperatriz, Grigory Potemkin
1774 - 1791 Quinto Amante -Príncipe Gregori Alexandrovich Potyomkin (Potemkin)  ( 13/24 de setembro de 1739 —  5/16 de outubro de 1791)
Ele era o arquétipo politico
O Lider Lema: O poder não é tudo, é a única coisa.
Desejo: controle
Objetivo: criar uma comunidade próspera de sucesso.
Estratégia:  exercitar poder.
 O maior medo: caos, e ser derrubado.
Fraqueza: ser autoritário, incapaz de delegar
Talento: responsabilidade, liderança
A família de Potemkin tinha servido a Russia por gerações.. Seu pai se retirou da corte com o titulo de coronel, numa viagem ele conheceu uma atrativa e indigente viúva, Ele tinha 50 anos e ela vinte, ele casou com ela, esquecendo de dizer que já tinha uma esposa. A jovem esposa estava gravida quando descobriu que havia se casado com um bígamo. A reação dela foi ir ate a primeira esposa e pedir conselho. A esposa cuja a vida com o marido era infeliz, resolveu o problema entrando em um convento. O relacionamento da nova esposa com o novo marido, não foi melhor do que a sua predecessora. Mas ela produziu seis crianças. cinco filhas e eventualmente um filho Gregório Potemkin. Que começou a vida sendo paparicado e amado por sua mãe e cinco irmas. E isto ajudou ele conhecer a psicologia feminina, que ele utilizou muito bem com catarina
Quando eles se tornaram amantes Catarina tinha 44 anos e ele 35 anos.Ele se tornou amante de Catarina e imediatamente se tornou insanamente ciumento. Ele acusou a imperatriz a ter quinze amantes anteriores.
Ela escrever uma carta para ele intitulada "A confissão sincera"
Em contando os detalhes de sua vida passada, ela começou com as circunstâncias de seu casamento, e, em seguida, descreveu as decepção dolorosas dos casos de amor que se seguiram .
"O problema é que meu coração está relutante em ficar sem amor sequer por uma hora ... se você quer me manter para sempre,  mostre tanto a amizade como o amor, e mais do que qualquer outra coisa, me ame e me diga a verdade." Catarina
" Eu permaneço desmotivado pela inveja para com aqueles que, embora mais jovem do que eu, no entanto, ter recebido mais sinais de favor imperial do que eu .... eu  sou audaz para implorar e devo dizer que meu serviço seja digno de seu favor ... a minha dúvida  sera resolvida por ser premiado com o título de ajudante general de Sua Majestade Imperial. Isso não vai ofender ninguém, e eu vou tomá-lo como o auge da minha felicidade." Gregori Potemkin
A nomeação poderia ofender os Orlovs, Nikita Panin, a maior parte do tribunal, e o filho de Catarina grão-duque Paulo. Ignorando tudo isto Catarina respondeu no dia seguinte.
"Sr. Tenente General: Sua carta foi entregue a mim esta manhã. Eu achei o seu pedido moderado, que eu pedi e edital nomeando com o título Tenente General. Eu admito que eu também estou muito contente por sua confiança em mim é tal que você fez seu pedido à escrita diretamente para mim." Catarina
Potemkin não tinha interesse em simplesmente se tornar o fornecedor de prazeres particulares a imperatriz. Ele queria uma vida de ação e responsabilidade, e alcançá-lo, com o apoio da mulher que personificava a Rússia.
Desde o início houve brigas. Dificilmente passava um dia sem uma cena, e sempre era Potemkin quem começava a briga e Catarina que dava o primeiro passo em direção à reconciliação.
"- Não há nenhuma razão para você estar zangado. Mas não é hora de parar de dar-lhe garantias. Tem de ser mais, mais certo até agora que eu te amo ... se você quiser, eu vou parafrasear esta página para você em três.. . palavras e em todo o resto Aqui está: Eu te amo!" Catarina.
 Ele se recusou a ser tratado como favorito meramente da imperatriz.
- "Permita-me, minha preciosa querida, para dizer estas últimas palavras que eu acho que vai acabar com as brigas. Não se surpreenda que eu sou inquieto sobre o nosso amor Além dos inúmeros presentes que você deu, você me colocou no seu.. coração. Eu quero estar lá sozinho, preferido a todos os anteriores, já que ninguém te  amou tanto como eu. E já que estou na obra das tuas mãos. Então, eu desejo que você  proteja o meu lugar, que você encontre alegria em me fazer bem, confortar e encontrar  repouso dos grandes trabalhos que ocupam sua posição elevada. Amém" Potekim
"- Estou feliz com toda a minha alma. O prazer maior virá em si. Acalme seus pensamentos . Seus sentimentos são carinhosos e vai encontrar a melhor maneira de acabar de Discussão. Amem." Catarina
Nomes de Catarina para ele eram:
Meu encantador dourado. gatinho, cãozinho, papa, alma gêmea, papagainho, moscovite, leão na selva, tigre, meu bom senhor, príncipe, excelência , sua alteza sereno, general geral e meu doce bonito a quem não rei pode comparar.
 Ele tinha formas de tratamento para ela mais formal, enfatizando a diferença: "matushka, madame ou Sua Graciosa Majestade Imperial.
Em 1774; ela se dirige a ele como: caro marido, meu querido esposo e mestre, e assina como sua esposa devota ; Eu te beijo e te abraço com todo o meu corpo e alma, querido marido; Queridíssimo amado; Querido esposo,  venha me  abraçar e rezar comigo, suas carícias são tão doces e agradáveis.
" Este novo tratamento e uma prova de ele conseguiu seu intento, provavelmente eles casaram em segredo.
No seu casamento o marido Pedro gostava de cachorros, bebidas, soldados e Catarina Ler, conversação, dançar e equitação. Neste casamento o que eles tinha em comum? O desejo pelo comando e poder. A história da Rússia oferece a evidência mais forte de todos. Depois de sua paixão física havia esmaecido. Catarina e Gregorio Potemkin  uma relação especial que foi muitas vezes incompreensível para todos ao seu redor. Casamento iria fornecer uma explicação. de estado juntos para o resto de sua vida. Durante este tempo, mais de quinze anos. ele recebe e devolve lealdade devotada de Catarina um carinho. mesmo quando ambos foram dormir com outras .
Em 1774 Potemkin geral foi colocado em um assento no Conselho Privado, nomeado vice-presidente do Colégio de Guerra e governador de Nova Rússia, ele foi prêmio um diamante cravejado espada e um retrato em miniatura do conjunto imperatriz em diamantes para ser usado sobre o seu coração, um presente anteriormente prima Set de diamantes para ser usado sobre o seu coração, um presente anteriormente atribuídas apenas a Gregory Orlov.
ele ganhou ordem, um após outro.
1- A ordem de St. Andrew
2- A Águia Negra da Prússia
3- A Águia Branca de  Polonia
4- O Elefante Branco da Dinamarca
5- O Santo Serafim da Suécia
6- A Universidade de Moscou, que o tinha expulso por preguiça, deu-lhe um grau honorário.
Catarina não foi universalmente bem sucedida em decorar seu herói. Áustria e Grã-Bretanha recusou.
Quando Potekim primeiro pediu para ser levado para o Conselho Imperial, ele foi rejeitado.
Um diplomata francês escreveu descrevendo o que aconteceu em seguida: "No domingo, aconteceu de eu estar sentado à mesa ao lado de Potemkin e a imperatriz, e eu vi que não somente ele não estava falando com ela, mas nem sequer respondia as suas perguntas. Ela estava totalmente chateada. Após levantar-se da mesa, a imperatriz se retirou sozinha, e quando ela voltou seus olhos estavam vermelhos. Na segunda-feira, ela estava mais alegre. E ele entrou para o Conselho no mesmo dia."
Potemkin comecou a criar problema com Nikita Panin..nao foi uma boa ideia.
Depois do primeiro ano juntos a sua emoção começou a mover de paixão para desapontamento,e exasperação.
No momento em que a ligação de Potemkin com a imperatriz já durava dois anos e meio. As tempestades foram piorando.
... Pelo amor de Deus, por favor, faça tudo em seu poder para nos impedir de brigar novamente por nossas brigas sempre surgem do nada, mas lixo irrelevante. Nós brigar sobre alimentação, não sobre o amor. Essa é a verdade."Faça-me um favor: poupar meus nervos.
Em 22 de 1776 Catarina presendiou-o com o Palácio Anichkov que Imperatriz Elizabeth tinha construir para Alexis Razumovsky, a fim de proporcionar residência para ele.

1776 - 1777 Sexto Amante: Pyotr Zavadovsky (1739-1812) 
 Ele estava disposto a experimenta novos modos de fazer as coisas, mas era muito preocupado com posturas sociais. Ele não pensaria em fazer alguma coisa que pudesse prejudicar a sua imagem ou reputação. Ele gostava de pessoas inteligente. Mas
estranhamente, muitas vezes via sua parceira como sua inimiga, uma boa briga estimulava as vibrações sexuais. Ele era muito social e sensual.E gostava de paquerar e precisava de bastante satisfação sexual.
Ele foi nomeado secretário oficial de Catarina em 1775 e tornou-se seu amante em 2 de janeiro de 1776. Ele  é considerado que ele  realmente  estava em  amor com Catarina. A relação era tensa por causa do ciúme que sentia em relação Potemkin, que ainda tinha um relacionamento com Catarina embora  ele o tinha substituído na relação sexual. Pyotr agradou como ela esperava que ele faria. Ele era ardente, sua língua era apaixonado. ele exige uma intimidade exclusiva, e reclamou que a sombra de seu antecessor sempre estava em seu caminho. Catarina tentou explicar a sua situação e os sentimentos. Pyotr se recusou a ouvir. Este foi para provocar a sua para baixo., Potemkin não ceder Pyotr tinha que ir, deixou, amarga e desconsolada, tomando seu presente de despedida -oito mil rublos e uma pensão anual de cinco mil rublos. e fechou-se fora em seu estado na Ucrânia. Catarina fez uma metade esforço coração para trazê-lo de volta, mas 1777 foi um ano de crise política; pelo então Potemkin governou como vice-rei sobre Catarina império do sul, e seu apoio foi muito importante para ser comprometida pela turbulência em sua vida privada. Pyotr retornando em 1780 para st. Petersburgo, quando foi nomeado um conselheiro privado. Em 1781, ele se tornou o diretor do banco estatal, que foi fundada em um plano que ele tinha apresentado. Subsequentemente, ele se tornou um senador e terminou sua carreira como ministro da educação para o

1777: Simon Zorich Semyon Zorich (1743-1799) 


Simon era um conde russo Imperial e tenente-general do Sacro Império Romano, nascido na Sérvia, que serviu Rússia imperial contra os prussianos e turcos.Em 1777 o belo, bravo oficial de 34 anos anos  foi apresentado à Imperatriz Catarina  por  Potemkin , depois de ter sido testado por Praskovja Bruce e médico Rogerson, tornou-se amante da Imperatriz. Simon que tinha sido um prisioneiro de guerra dos turcos por cinco anos, quatro vezes ferido, foi introduzido por Potemkin  como um contrapeso Pyotr , que depôs Potemkin como favorito de Catarina no ano anterior. 
Simon pensou-se influente o suficiente para tentar suplantar Potemkin si mesmo, e se opuseram abertamente à Potemkin por desafiá-lo para um duelo. O senso comum, no entanto, prevaleceu e o duelo foi cancelado e machadinhas enterrados e esquecidos. Suas maneiras sem corte, seu desprezo indisfarçável de outros favoritos, e talvez também seu senso de mérito não correspondido, produziu uma espécie de distanciamento entre ele e a imperatriz. Parece que seu padrasto, Maksim Zorich, atuou como intermediário entre Simon e Potemkin quando não estavam em condições de falar. Em 1778 ele foi substituído em graças da imperatriz por Ivan; mas a relação entre Catarina e Potemkin continuou a ser mais amigável, e a influência de Simon com imperatriz Catarina e Potemkin  nunca foi gravemente perturbada. Ele finalmente se retirou para sua propriedade em Shklov.
Durante os anos seguintes de paz, ele desapareceu da vista do público. Ele retomou as suas funções de modo geral, mas suas idéias ardentes para reformar o exército deu em nada em face da guerra cansaço geral com a Segunda Guerra Russo-Turca no horizonte. Seu zelo adicionado ao número de seus inimigos, e em 1784 depois de ter sido soldado durante três décadas, foi proposto para colocá-lo na lista de aposentados. A imperatriz, dispostos a ir tão longe como isso, promoveu-o a um colega, deu-lhe uma propriedade, e arquivado lo, fazendo-o um governador de Shklov no distrito de Mogilev, ao lado da propriedade de Potemkin. Há Simon iria entreter muitos de seus compatriotas

1778 - 1779 : Ivan Nikolajevich Rimsky-Korsakov (29 de junho de 1754 - 31 de julho de 1831) 
Ele tinha uma grande necessidade de ser amado e adorado.  gostava de luxo, sensualidade e dos prazeres da carne. Ele era mais sensual que sexual, mas as vezes era completamente luxurioso.
Procurava amantes que sabem o que estão fazendo. Ele era exigente e exato sobre seus desejos satisfeitos. Estava disposto a experimentar e provar novos modos de expressão sexual.
Você fica facilmente enfadado e assim precisa de aventuras sexual e mudança.

Ivan  foi introduzido para Catarina por Potemkin.
Catarina o chamava  de Pirro por causa de sua beleza clássica, o seu canto e sua forma de tocar violino. Em 1779, Catarina pegou Ivan sendo infiel com Praskovja Bruce. Acredita-se que ela foi direcionado para o quarto à direita por Aleksandra von Engelhardt por ordem de Potemkin, que desejava a queda de ambos. Isso fez os dois  perderem suas posições na corte.
Ivan  viveu o resto de sua vida em Brattsevo perto de Moscovo em um relacionamento com a casada Condessa Stroganova,  com quem teve quatro filhos (Varvara, Vladimir, Vassily e Sophia) que receberam o nome Ladomirsky (o nome de uma família nobre polonês extinta) e foram enobrecidos pelo Imperial Ukaze em 11 de Novembro de 1798.

1780-1784: Alexander LanskoyAleksander Dmitrijevitj Lanskoj,  (1758-1784) 
Alexander foi feito ajudante-de-ordens de Potemkin em 1779 e foi introduzido por Potemkin a Catarina em 1780. Depois de ser "testada" como um amante por Anna Protasova, ele se tornou o amante oficial de Catarina. Ele teria sido verdadeiramente apaixonado por Catarina e seu relacionamento foi descrito como um relacionamento feliz. Ele não envolveu-se na política, não aceitou subornos ou pediu favores ou presentes e compartilhou seus interesses culturais. Em 1782, ele e Potemkin colaborou para remover Conde Orlov do tribunal. Ele morreu de difteria, mas rumores alegaram que sua saúde havia sido enfraquecida por afrodisíacos.

1785 - 1786: Alexander ErmolovAlexander Petrovich Yermolov (1754-1834) 
nenhuma pintura conhecida existe
Alexander foi apresentado por Potemkin, testado por Anna Protasova. Ele colaborou com os inimigos de Potemkin e tentou ter Potemkin removido, e, assim, perdeu sua posição. Ele foi para Paris no final dos anos 1780 e passou o resto de sua vida em Schloss Frohsdorf.

1786 - 1789: Alexander Dmitriev-Mamonov( 30 de setembro de 1758 - 11 out 1803)

 Alexander era um protegido do príncipe Potemkin.  Potemkin introduziu o jovem para a imperatriz, na esperança de que ele iria "cuidar" da soberana em suas ausências freqüentes da capital. Catarina ficou encantada com boa aparência e modos dele, o seu domínio da língua francesa e esbanjou em presentes caros para ele, seus parentes e amigos.  Dentro de um ano, ele foi promovido coronel, major-general, e Chamberlain. Um conjunto de apartamentos foi atribuído a ele no Palácio de Inverno.
Em 1787, a imperatriz pediu-lhe   para acompanhá-la durante uma viagem para a Criméia, onde ele estava presente em seus negociações com Estanislau II da Polônia e do imperador Joseph II, que lhe deu o título de Reichsgraf. Depois de dois anos passados com a Imperatriz, ele começou a perder o interesse nela. Na época de seu sexagésimo aniversário, seu humor foi descrito como hipocondria. Alexander considerava a sua vida uma prisão.
Logo ele se apaixonou por uma jovem de 16 anos de idade dama de companhia para a imperatriz, a princesa Shcherbatova, e levou-a para passar várias semanas na privacidade de Dubrovitsy, uma propriedade de luxo, perto de Moscou, que Catarina tinha comprado de Potemkin e doado para ele. Quando seus inimigos aproveitou a situação para informar Catarina sobre a ligação, a Imperatriz ficou chocada e amargurada. Incapaz de acreditar que um amante poderia traí-la por uma menina que poderia ter sido sua neta.
Conde Dmitriev-Mamonov em 1802.Secretário pessoal de Catarina registrou em seu diário que ele viu Alexander e sua noiva em seus joelhos pedindo e obtendo o perdão da soberana. Tendo recebido um presente de casamento de 100.000 rublos e 2.250 servos, os recém-casados foram ordenados a deixar a capital. Eles se estabeleceram em Moscou. Um ano depois, Alexander começou a lamentar as oportunidades perdidas e escreveu cartas arrependidos à Imperatriz, alegando que sua ruptura "tortura constantemente sua alma."
Embora ele nunca recebeu uma resposta,  a Imperatriz parece tê-lo considerado gentilmente até à sua morte. Ela, no entanto, impedir que Maria Shkurina, uma dama de honra que ela suspeitava de agir como um casamenteiro para Shcherbatova, de tornar a reunir o Mamonovs em Moscou. Eles tiveram único filho e herdeiro.
1789: Platão   Alexandrovich Zubov ( 26 de novembro [OS 15 de novembro] 1767 - 19 de abril [OS 07 de abril] 1822) foi o homem mais poderoso do Império Russo durante o últimos anos de seu reinado.
O príncipe era um membro da família Zubov e tinha vários irmãos. Foi através de seu parente distante, o marechal de campo russo Nicholas Saltykov, que ele conheceu a Imperatriz. Nicholas apresentou o jovem oficial ao tribunal no entendimento de que Platao, então, ajudasse Nicholas em sua briga com favorito de longa data de Catarina, Príncipe Potemkin.
Em agosto de 1789,  Catarina escreveu a Potemkin que ela voltou à vida depois de um sono longo inverno "como uma mosca faz". "Agora estou bem e alegre de novo", acrescentou ela, falando sobre seu novo amigo, "um pouco escuro um,". "Nosso bebê", como o chamava, "chora quando negada a entrada em meu quarto", informou Catarina  na próxima carta para Potekim. Como jovens lacaios se sucederam mensal no coração de Catarina, Potemkin não atribuem importância à sua nova ligação. Catarina tinha mais de  60, Platão era apenas 22. O velho cortesão não acreditava que a ligação iria durar por um longo período de tempo.
Platão, no entanto, conseguiu estabelecer uma fortaleza de afeições e personagem de Catarina. Em 7 anos, foi feito um conde e, em seguida, um Reichsfurst, ou o príncipe do Sacro Império Romano, tornando-se o quarto (e último) da Rússia para receber o título. Após a morte de Potemkin, Plantao sucedeu-o como o Governador Geral da Nova Rússia. Como Fyodor Rostopchin  em 20 de agosto de 1795, "Conde Platão é tudo aqui. Não há outra vontade senão a dele. Seu poder é maior do que a de Potemkin. Ele é tão irresponsável e incapaz como antes, embora a imperatriz mantém repetindo que ele é o maior gênio da história da Rússia tem conhecido ".
Durante seus anos no poder, Platão acumulou uma enorme fortuna. A Imperatriz conferiu-lhe dezenas de milhares de servos e, simultaneamente, os cortesões rivalizava com o outro em esbanjando presentes nele. No último ano do reinado de Catarina até mesmo questões mais triviais veio a ser decidida em conselho de Platão. Multidões de peticionários se aglomeravam em seu quarto todas as manhãs, tentando desesperadamente atrair a atenção de seu macaco de estimação, se não a si mesmo. Os antigos generais preparou café para ele. Secretários de  enriqueceram em subornos de peticionários. Um deles, o espanhol Jose de Ribas, é lembrado como o fundador da Odessa.
Os apartamentos do Platao em Tsarskoe Selo ficava ao lado do Palácio de Catarina da Imperatriz.
O personagem dele era caprichosa e instável. Para o herdeiro aparente,  Paul, ele pagou nenhum respeito. A morte de Catarina trouxe-o à beira da loucura. Durante dez dias, ele se escondeu na casa de sua irmã Olga. No 11º dia, ele foi visitado pelo imperador Paul que beberam à sua saúde e desejou-lhe "o maior número de anos de prosperidade, pois há gotas neste copo". No entanto, ele foi despojado de suas propriedades, retirado de todos os seus postos e foi fortemente aconselhados a ir para o estrangeiro.
Durante o reinado de Paulo, Platão viajou para Europa, onde ele foi mostrado como uma curiosidade. . Ele terminou seus dias vivendo em reclusão. ele casou com a jovem, Thekla Walentinowicz, filha de um fazendeiro local.
Livro:
www.saraiva.com.br/catarina-a-grande-4877654.html
Movies sobre Catarina
Catarina A Grande é uma série de televisão  russa 2015 r estrelado por Yuliya Snigir como Catarina, a Grande.


Catarina A Grande (1996)  É estrelado por Catherine Zeta-Jones como Catherine, Jeanne Moreau como imperatriz Elizabeth e Omar Sharif como Alexis Razumovsky.

Jovem Catarina é um Filme de 1991. É estrelado por Julia Ormond como Catarina e Vanessa Redgrave como imperatriz Elizabeth.
Um Escândalo Real - 1945