Google+ Badge

Thursday, June 29, 2017

Os Maiores Escritores da Historia - Parte II



14- Machado de Assis - Joaquim Maria Machado de Assis (21 de junho de 1839 —29 de setembro de 1908) foi um escritor brasileiro, considerado por muitos críticos, estudiosos, escritores e leitores um dos maiores senão o maior nome da literatura do Brasil. Ele escreveu em praticamente todos os gêneros literários, sendo poeta, romancista, cronista, dramaturgo, contista, folhetinista, jornalista e crítico literário.


15- Manuel Rui Alves Monteiro (4 de novembro de 1941 - ), é um escritor angolano, autor de poesia, contos, romances e obras para o teatro. Muitos dos seus trabalhos contêm ironia, comédia e humor sobre o que ocorreu após a independência de Angola.


16- Mário Coelho Pinto de Andrade (21 de agosto de 1928 - 26 de agosto de 1990) foi um poeta e político angolano.


17- Martin Luther King Jr. (15 de janeiro de 1929 - 4 de abril de 1968) foi um pastor protestante e ativista político estadunidense. Tornou-se um dos mais importantes líderes do movimento dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos, e no mundo, com uma campanha de não violência e de amor ao próximo. Como ministro Batista, King tornou-se um ativista dos direitos civis no início de sua carreira. Ele liderou em 1955 o boicote aos ônibus de Montgomery e ajudou a fundar a Conferência da Liderança Cristã do Sul (SCLC), em 1957, servindo como seu primeiro presidente. Seus esforços levaram à Marcha sobre Washington de 1963, onde ele fez seu discurso "I Have a Dream".Em 14 de outubro de 1964 King recebeu o Prêmio Nobel da Paz pelo combate à desigualdade racial através da não violência. Nos próximos anos que antecederam a sua morte, ele expandiu seu foco para incluir a pobreza e a Guerra do Vietnã, com um discurso de 1967 intitulado "Além do Vietnã". King foi assassinado em 4 de abril de 1968, em Tennessee. Ele recebeu postumamente a Medalha Presidencial da Liberdade em 1977 e Medalha de Ouro do Congresso em 2004; Dia de Martin Luther King, Jr. foi estabelecido como um feriado federal dos Estados Unidos em 1986. Centenas de ruas nos EUA também foram renomeadas em sua homenagem.
Livros: "Why We Can't Wait" - Porque nao Podemos Esperar

"Where Do We Go from Here: Chaos or Community?" Onde nós vamos daqui: Caos ou Comunidade?.  Entre outros

18- Maya Angelou nasceu Marguerite Annie Johnson ( 04/04/1928 - 28/05/2014) Ela era um atriz, escritora, diretora e produtora de peças de teatro, filmes e programas de televisão pública. Ela tornou-se uma poeta e escritora após uma série de ocupaçõe, incluindo cozinheira, prostituta, dançarina de cabaré e performer, membro do elenco da ópera Porgy and Bess, coordenadora para a "Sulista de Lideranças Cristãs" Conferencia, e jornalista no Egito e Gana durante a descolonização da África. Ela foi uma ativista no movimento dos Direitos Civis, e trabalhou com Martin Luther King, Jr. e Malcolm X.
A partir dos anos 1990, ela fez cerca de 80 apresentações por ano no circuito de palestras, algo que ela continuou na casa dos oitenta.
Em 1993, ela recitou seu poema "On the Pulse of Morning" (1993) na posse do presidente Bill Clinton, fazendo dela a primeira poeta a fazer uma recitação inaugural desde Robert Frost na posse do presidente John F. Kennedy em 1961. Ela publicou sete autobiografias, três livros de ensaios, e vários livros de poesia, e foi creditado com uma lista de peças de teatro, filmes e programas de televisão, abrangendo mais de 50 anos. Ela recebeu dezenas de prêmios e mais de 50 títulos honores causa.


 
Eu Sei Porque o Pássaro Engaiolado Canta - I Know Why the Caged Bird Sings (1979) é um filme americano baseada na autobiografia do mesmo nome por Maya Angelou. Maya Angelou e Leonora Thuna escreveram o roteiro, e o filme foi dirigido por Fielder Cook. 
O filme traça a vida de Maya a partir de quando ela e seu irmão moravam com sua avó e o trauma de ter sido estuprada como uma menina por um dos namorados de sua mãe e os vários anos de silêncio que vieram depois do ataque.

  Roda Viva | Ondjaki | 15/01/2007
19- Ondjaki ( 5 de julho de 1977) é um escritor angolano.

20- Ralph Waldo Ellison (1 de março de 1913 – 16 de abril de 1994) foi um novelista, crítico literário e acadêmico americano. Ralph Ellison é mais conhecido por seu livro Invisible Man (em português: "Homem Invisível"), que ganhou o prêmio National Book Award de 1953. O The New York Times o descreveu como um dos maiores literários de todos os tempos dos Estados Unidos.
Eu descobri Richard na década de 80 através do Livro Filho Nativo


21- Richard Wright - Richard Nathaniel Wright, nasceu no mesmo ano que meu avo nasceu, ele nasceu em 4 de Setembro de 1908. Um dos escritores americanos mais proeminentes do século 20, Richard Wright iluminou e definiu as discussões do meio do século sobre a raça na América. A sua biografia publicada em 1945, o Black Boy é o segundo da lista dos Livros de não-ficção "All-TIME 100". O livro está dividido em duas partes: "Noite do Sul" traça sua infância violenta no Sul segregado enquanto luta com a religião , Intolerância e tragédia familiar; "The Horror and the Glory" segue-o através jovem adulto, sua mudança para Chicago e sua iniciação ao Partido Comunista durante a Grande Depressão. Ele logo se desencantou com a inércia do partido e a política interpartidária, e ele deixou o partido em 1942. Mas ele manteve sua crença idealista na escrita como veículo de mudança.
Em 1947, ele se  tornou um cidadão francês, viajando pela Europa, Ásia e África. Ele desenhou material dessas viagens para inúmeras obras de não-ficção. Em 1949, Wright contribuiu para a antologia anticomunista, o Deus que falhou; Seu ensaio foi publicado no Atlantic Monthly três anos antes e foi derivado da parte inédita de Black Boy. Ele foi convidado a se juntar ao Congresso para a Liberdade Cultural, que ele rejeitou, suspeitando corretamente de ter conexões com a CIA. Com medo de vínculos entre afro-americanos e comunistas, o FBI teve Wright sob vigilância a partir de 1943. Com os intensos medos comunistas da década de 1950, Richard foi colocado na lista negra por executivos de estúdio de Hollywood. Mas em 1950, ele estrelou como o adolescente Bigger Thomas (Wright tinha 42 anos) em uma versão cinematográfica argentina de Native Son.


22- Terry McMillan (18 de outubro de 1951)  autora americana. Ela recebeu um BA em jornalismo em 1977 pela Universidade da Califórnia. Ela brevemente frequentou o Mestrado de Belas Artes Programa de Cinema na Universidade de Columbia.
Ela alcançou a atenção nacional em 1992 com seu terceiro romance, Waiting to Exhale. O livro permaneceu na lista dos livros mais vendidos do New York Times por muitos meses e até 1995 tinha vendido mais de três milhões de cópias.  Em 1995, o romance foi adaptado em um filme dirigido por Forest Whitaker.


Falando de Amor
A novela contribuiu para uma mudança na Consciência Negra cultural popular e a visibilidade de uma identidade negra de classe média do sexo feminino na cultura popular. Terry foi creditado por ter introduzido o mundo interior de profissionais mulheres negras na casa dos trinta que são bem sucedidos, sozinho, disponível, e infeliz.
 Terry casou com Jonathan Plummer em 1998, a inspiração para seu romance A nova Paixão de Estela. Em dezembro de 2004, ele revelou  a ela que ele era gay. Em março de 2005, ela pediu o divórcio. O divórcio foi resolvida por uma quantia não revelada. Em março de 2007, McMillan processou Plummer e seu advogado por US $ 40 milhões, citando uma estratégia intencional para constranger e humilhar-la durante o processo de divórcio. , eventualmente, ganhou um julgamento de imposição intencional de sofrimento emocional, mas retirou o terno antes do caso foi a julgamento. Plummer Nunca foi condenada a pagar o valor pretendido. Em 27 de setembro de 2010, os dois sentaram-se juntos com apresentadora  Oprah Winfrey para discutir seu relacionamento pós-divórcio e reconciliação parcial. Ambos reconheceram que ele cumpriu o papel de namorado e marido antes de se assumir gay.

A Nova Paixão de Estela (1988) é um filme dirigido por Kevin Rodney Sullivan, adaptado do romance  de mesmo título de Terry McMillan.

Toni Morrison Remembers - BBC Documentary (2015)
23- Toni Morrison (18 de fevereiro de 1931) é uma escritora, editora e professora estadunidense. Recebeu o Nobel de Literatura de 1993, por seus romances fortes e pungentes, que relatam as experiências de mulheres  nos Estados Unidos durante os séculos XIX e XX. Seu livro de estreia, O olho mais azul (1970), é um estudo sobre raça, gênero e beleza — temas recorrentes em seus últimos romances. Despertou a atenção da crítica internacional com Song of Solomon (1977). Amada (1987), o primeiro romance de uma trilogia que inclui Jazz (1992) e Paraíso (1997), ganhou o Prémio Pulitzer de Ficçãode melhor ficção e foi escolhido pelo jornal americano The New York Times como “a melhor obra da ficção americana dos últimos 25 anos”. Morrison escreveu peças, ensaios, literatura infantil e um libreto de ópera.

24- William Edward Burghardt "W. E. B." Du Bois (23 de fevereiro de 1868 — 27 de agosto de 1963), foi um sociólogo, historiador, ativista, autor e editor. Du Bois foi um autor prolífico considerado o pai do pan-africanismo. Sua coleção de ensaios, As Almas da Gente Negra (The Souls of Black Folk), foi um trabalho seminal na literatura Africano-Americana; e seu magnum opus de 1935, A Reconstrução Negra na América (Black Reconstruction in America) desafiou a ortodoxia dominante de que os negros eram responsáveis pelos fracassos da era da Reconstrução dos Estados Unidos. Ele escreveu o primeiro tratado científico no campo da sociologia; e publicou três autobiografias, cada qual contendo ensaios perspicazes sobre sociologia, política e história. Em seu papel como editor do jornal da NAACP, A Crise (The Crisis), publicou muitas peças influentes. Du Bois acreditava que o capitalismo era a principal causa de racismo, e era geralmente solidário com as socialistas ao longo de sua vida. Ele era um ativista da paz ardente e defendeu o desarmamento nuclear. Lei dos Direitos Civis dos Estados Unidos, incorporando muitas das reformas para que Du Bois tinha defendido toda a sua vida, foi promulgada um ano após sua morte.
25- Zora Neale Hurston (7 de janeiro de 1891 - 28 de janeiro de 1960) foi uma antropóloga, folclorista e escritora.
 Zora é Meu Nome - Zora is My Name  Combina trechos de escritos, anedotas, contos populares da autora contadas por atores, e esboços de sua vida.
Zora foi a quinta de oito filhos de John Hurston e Lucy Ann Hurston. Seu pai era um pregador batista, rendeiro, e carpinteiro, e sua mãe era uma professora. Ela nasceu em  Alabama, onde seu avô era o pastor de uma igreja Batista. 
Quando ela tinha três anos, sua família mudou-se para Eatonville na Florida; uma das primeiras cidades somente de população de negros nos Estados Unidos. O seu pai seria eleito prefeito da cidade em 1897 e em 1902 tornou-se pregador da sua maior igreja.
Zora usou Eatonville como pano de fundo em suas histórias. Era um lugar onde os afro-americanos poderia viver como eles desejavam, independente da sociedade branca. Em 1901, alguns professores do norte visitou a cidade e deu a ela uma série de livros que abriu sua mente para a literatura.
Em 1904, a sua mãe morreu. O seu pai casou-se novamente; e ela foi enviada para um internato Batista em Jacksonville, Florida. Quando eles deixarem  de pagar a escola, esta a expulsou. Mais tarde, ela trabalhou como empregada doméstica e vocalista da  companhia teatral viajante Gilbert & Sullivan. 
Em 1917, começou a frequentar Morgan College, a divisão do ensino médio, de Universidade negra em Baltimore, Maryland.
Em 1918, Zola começou estudos na Universidade de Howard, onde se tornou uma das primeiras iniciadas de Zeta Phi Beta Sorority, Inc. e co-fundadora do jornal estudantil da universidade. Enquanto estava lá, ela fez cursos de Espanhol, Inglês, grego e falar em público e ganhou um grau de associado em 1920. 
Em 1921, ela escreveu uma história curta, John Redding vai para o mar, que a qualificou para se tornar um membro do clube literário de Alain Locke. Quando Zola chegou a Nova York, o Harlem Renaissance estava no seu auge, e ela logo se tornou uma das escritoras em seu centro.
Em 1925 ela obteve uma bolsa de estudos para Barnard College, Universidade de Columbia, onde ela era o única aluna negra da faculdade.  
Em 1927, casou-se com Hurston Herbert Sheen, um músico de jazz e um ex-colega de Howard, que mais tarde tornou-se um médico. Seu casamento terminou em 1931. 
Em 1928 Zola se formou em antropologia. Depois de se formar, Zola passou dois anos como um estudante de graduação em antropologia na Universidade de Columbia. 
Entre 1928-1932 Zola foi patrocinada por Charlotte Osgood Mason, um filantropo rico.
Em 1932 Zola traduziu seu trabalho antropológico para as artes do espetáculo, e sua revista popular. O Grande Dia, que contou com música e dança Africana autêntica , estreou no teatro, em Nova York. Apesar das críticas positivas; houve apenas uma sessão. A deixando com $ 600 em dívida. 
Ela produziu dois outros espetáculos musicais. ela acreditava que o povo devia ser dramatizado.
Zora Neale H: Pulando No Sol - Zora Neale Hurston: Jump at the Sun (1998) escrito e produzido pelo cineasta Kristy Andersen.
 Em 1934, ela publicou Jonah's Gourd Vine. E estabeleceu uma escola de artes dramáticas numa Universidade  negra em Daytona Beach, Florida. Mais tarde na vida, além de continuar sua carreira literária, ela trabalhou na Faculdade da Carolina do Norte para negros. 

Em 1935 com base em seu trabalho no Sul, ela escreveu Mulas e Homens. Ela comentou sobre a prática de homens brancos no poder tendo as mulheres negras como concubinas sexuais, inclusive tendo filhos. Isto mais tarde foi referido como "direitos Paramour". O livro também inclui muito folclore.  
Em 1937, ela publicou  Seus Olhos Viam Deus, escrito durante seu trabalho de campo no Haiti. Ela foi premiado com a bolsa Guggenheim para conduzir a pesquisa etnográfica na Jamaica e Haiti. 
Em 1938 publicou Diga meu cavalo que documenta o seu trabalho de campo estudando rituais espirituais e culturais voodoo na Jamaica e no Haiti.
Em 1939, ela se casou com Albert Price. O casamento terminou depois de sete meses. E publicou Moisés, Man of the Mountain.
Na década de 1940, a obra de Zola foi publicada em periódicos como The American Mercury e The Saturday Evening Post.

 Alma dos Escritores - Soul of a People (2009): História da Escrita na América.
De outubro de 1947 a fevereiro 1948, ela viveu em Honduras. Ela tinha algumas esperanças de localizar tanto ruínas maias ou vestígios de uma civilização ainda não descoberta. 
Em 1948 Seu último romance foi publicado, Seraph na Suwanee, notável principalmente para o seu foco em caracteres brancos. Ele explora imagens de mulheres "lixo branco".  Zola foi falsamente acusada de abusar sexualmente de um menino de dez anos de idade. Embora o caso foi arquivado depois dela apresentar provas de que ela estava em Honduras quando o crime supostamente ocorreu nos EUA, sua vida pessoal foi gravemente perturbada pelo escândalo. 
Em 1952 ela foi contactado por Sam Nunn, editor do Pittsburgh Courier, para ir para a Flórida para cobrir o julgamento por assassinato do Ruby McCollum; que foi acusada de assassinar um branco médico e político, o qual Ruby disse te-la forçado a ter relações sexuais e ter seu filho. Zola recordou que tinha visto a dominação sexual masculina branca nos campos na Florida, e discutido. Zola e Sam pensaram que o caso poderia ser sobre "direitos paramour," e queria "expô-lo a uma audiência nacional." Ao chegar a cidade, Zola foi surpreendida não só pela ordem de mordaça da defesa no julgamento colocado pelo juiz, mas por sua incapacidade de obter os residentes na cidade para falar sobre o caso; ambos negros e brancos ficaram em silêncio. Rubi McCollum foi condenada júri todo-macho e branco, e condenada à morte. 
Em 1956 Zola recebeu o Prêmio Universidade Bethune-Cookman da Educação e Relações Humanas, em reconhecimento das suas realizações.
Entre outros cargos, Zola mais tarde trabalhou na Biblioteca Técnica Pan American World Airways em Patrick Air Force Base, sendo demitida em 1957.
Ela trabalhou como professora substituta e como empregada doméstica. 
Em 1960 ela morreu de doença cardíaca hipertensiva. Depois de sua morte os seus papéis foram ordenados a ser queimado. Um oficial dA Justica  e amigo, Patrick Duval, passando pela casa onde vivia, parou e apagou o fogo, poupando, assim, uma valiosa coleção de documentos literários para a posteridade. 
Irmão para Irmão - Brother to Brother (2004)  é um filme escrito e dirigido por Rodney Evans O estudante Art Perry faz amizade com um mendigo idoso chamado Bruce, que acaba sendo uma figura importante na Harlem Renaissance. Ele recorda suas amizades com outros importantes Harlem Renaissance figuras Langston Hughes, Aaron Douglas, Wallace Thurman e Zora Neale Hurston, Bruce narra alguns dos desafios que enfrentou como um jovem negro escritor, gay na década de 1920. Perry descobre que os desafios da homofobia e do racismo que ele enfrenta no início do século 21 têm semelhança com Bruce.

26- Langston Hughes - James Mercer Langston Hughes (1 de fevereiro de 1902 - 22 de maio de 1967) foi um poeta americano, ativista social, novelista, dramaturgo e colunista para Joplin, Missouri.
Ele foi um dos primeiros inovadores da arte literária chamada poesia-jazz.  Ele escreveu sobre o famoso período em que "o negro estava na moda", o qual depois foi parafraseado para "quando Harlem estava na moda".
Em 1921 publicou "O Negro Fala dos Rios''  pela primeira vez no The Crisis - Revista Oficial da Associação para o Progresso de pessoas de cor (NAACP).
Em 1926 foi publicado o seu primeiro livro de poesia "Weary Blues".


27- Wallace Henry Thurman (1902-1934) foi um romancista e ensaísta ativo durante o Renascimento do Harlem. E um editor de jornais de curta duração e revistas literárias.
Os seus pais eram Beulah e Oscar Thurman. Quando ele tinha menos de um mês de idade, seu pai abandonou sua esposa e filho. Ele tinha 30 anos de idade quando ele conheceu seu pai. Wallace e sua mãe viveu com Emma Jackson, sua avó materna, que tinha um salão em sua casa, vendendo álcool sem uma licença.
Wallace era um leitor voraz. Ele gostava das obras de Platão, Aristóteles, Shakespeare, Havelock Ellis, Flaubert, Charles Baudelaire e muitos outros. Ele escreveu seu primeiro romance com a idade de 10 anos. 
Entre 1919-1920 ele frequentou a Universidade de Utah como um estudante pré-médico. 
Em 1922, ele se transferiu para a Universidade em Los Angeles, mas saiu sem se formar.
Enquanto em Los Angeles, ele conheceu e fez amizade com o escritor Arna Bontemps, e tornou-se um repórter e colunista de um jornal. 
Em 1925 ele iniciou uma revista, Outlet, e mudou-se para Harlem. 
 Em 1926, ele se tornou o editor do The Messenger, um jornal socialista. Lá, ele foi o primeiro a publicar as histórias com temáticas para adultos de Langston Hughes. Deixando o jornal e tornou-se o editor de World Tomorrow, que era de propriedade de brancos. No mês seguinte, ele colaborou na fundação da revista literária  Fire!! Dedicada aos artistas mais jovens. Ele foi capaz de publicar apenas uma edição. 
Durante este tempo, o seu apartamento em uma casa de cômodos, tornou-se o local de encontro central de vanguarda literária e artistas visuais. Ele tinha pintou as paredes vermelho e preto, que eram as cores que ele usou na capa da Fire !! Os murais pintados nas paredes, alguns dos quais continham conteúdo homoerótico.
Em 1928, Wallade se tornou editor da revista Harlem:  Depois, Thurman se tornou um leitor para uma grande empresa de publicação de Nova York.Ele se casou com Louise Thompson. O casamento durou apenas seis meses. Ela disse que Wallace era um homossexual e se recusou a admitir isso.
Em 1929 sua peça, Harlem, estreou na Broadway. O seu primeiro romance The Blacker a Berry: A Novel of Negro Life foi publicado. 
Em 1932 publica Crianças da Primavera, uma sátira dos temas e os indivíduos do Harlem. Ele co-autor do Interne, um romance escrito final com Abraham L. Furman, um homem branco.
Ele morreu com a idade de 32 de tuberculose, que muitos suspeitam foi exacerbada por sua longa luta
Em 1929 sua peça, Harlem, estreou na Broadway. O seu primeiro romance The Blacker a Berry: A Novel of Negro Life foi publicado. 
Em 1932 publica Crianças da Primavera, uma sátira dos temas e os indivíduos do Harlem. Ele co-autor do Interne, um romance escrito final com Abraham L. Furman, um homem branco.
Ele morreu com a idade de 32 de tuberculose, que muitos suspeitam foi exacerbada por sua longa luta com a bebida.

Primeira Parte:http://www.happyfamilyinlove.com/2018/03/os-maiores-escritores-da-historia-parte.html