Wednesday, June 12, 2019

Prisioneira Feliz

Prisioneira Feliz
Eu tenho vivido na prisão ha muito, muito tempo.
Numa cela de velhas crenças.
Onde ajo e trajo, igual aos outros prisioneiros.
Companheiros que compreendem a dor e a alegria do impressionamento.
Eu adoro a minha pobre prisão.
Eu amo seguir o calendário que as autoridades me infringiram.
Voce pode abrir o cadeado, mas eu o fecharei,
Por favor me entenda eu preciso da segurança que a prisão me oferece gratuitamente.
Quem voce pensa que é? Para me libertar?????
Eu não quero sair da minha prisão, eu amo a minha prisão.
Se eu perder minha prisão, eu perco tudo que tenho.
Eu amo minhas velhas ideologias, eu amo o amontoado que a prisão me causa.
Eu amo o conhecido.
Voce acha que chegou o momento? Pois eu digo: Voce somente me tirara daqui morta. Mortinha da Silva. Entendeu? Depois que eu bater as botas.
A prisão é minha zona de conforto.
Na prisão eu não preciso fazer escolhas, somente reclamar sem esperar.
Ninguém me machuca, ninguém me bate, ninguém,  nem o mundo nem voce, tem poder sobre mim.
Ah! os guardas? Os guardas somente esperam que eu tenha um bom comportamento.
E isso seu moco, eu tenho deste de pequenina.
Eu amo e sou feliz, muito feliz em minha prisão diária.

No comments:

Post a Comment