Thursday, August 22, 2019

Escritores Brasileiros Chilenos, Cubanos, Dinamarqueses, Espanhóis, Húngaros, Italianos e Japoneses




Escritores da Nova Zelândia

Um Anjo Em Minha Mesa
Uma obra prima! Baseado no relato autobiográfico de Janet, o filme conta a historia de uma menina gorducha e tímida que é diagnosticada como esquizofrênica e passa oito anos em um sanatório. Para se tornar depois uma das mais importantes escritoras da Nova Zelândia. Um percurso desconcertante de uma mulher sensível que aceita a sua vida trágica tal como ela é. Uma historia de esperança, sofrimento e triunfo. Premiadíssimo filme da mesma diretora de O Piano.
1- Nene Janet Paterson Clutha ( 28/08/1924 - 20/01/2004), escreveu novelas, estórias curtas, poesia e ficção juvenil o seu principal trabalho foi a auto biografia que veio a se tornar o filme a seguir.

Escritores Japoneses

Leoni  (2010) é um filme japonese, dirigido por Hisako Matsui. O filme é baseado na vida de Léonie Gilmour, a amante americana e assistente editorial do escritor japonês Yone Noguchi e mãe de escultor Isamu Noguchi e dançarina Ailes Gilmour.
O filme começa num quarto escuro com uma janela com vista para praia. Isamu Noguchi, envelheceu, está desbastando uma grande pedra com um martelo e cinzel. "Mãe, eu quero que você conte a história." O filme retorna periodicamente para esta cena de Isamu no trabalho,e a historia de Leoni com o author Yoni NOguchi que começa em 1892...
1- Yonejiro Noguchi nasceu no Japão (08/12/1875 -13/07/1947)  Era um poeta, ensaísta e critico literário.

Escritores Italianos

Casanova é um filme norte-americano de 2005, do gênero romance, dirigido por Lasse Hallström. Estreou nos cinemas em Portugal a 23 de Março de 2006.Casanova, pela primeira vez na vida, encontra uma mulher que o rejeita. Ela é a bela veneziana Francesca Bruni e, para conquistá-la, Casanova usa os mais variados disfarces e estratégias, colocando em jogo sua reputação e até mesmo a sua vida.
Casanova Dirigido por Fellini (1976) é um filme do diretor italiano Federico Fellini, adaptado a partir da biografia de Casanova.
O filme retrata a vida de Casanova como uma viagem bizarra em abandono sexual. Qualquer emoção significativa ou sensualidade é eclipsado por situações cada vez mais estranhas. A narrativa apresenta as aventuras de Casanova em um individual, de forma metódica, como o respeito que ele anseia é constantemente minada pela mais impulsos básicos.
1- Giacomo Girolano Casanova (02/04/1725 - 04/06/1798) foi um escritor e aventureiro italiano. Ele escreveu a sua memória cujo o original integral somente foi publicado em 1960.

Escritores Dinamarqueses 

1- Hans Christian Andersen (1952)  
Hans nasceu em 2 de abril de 1805 — 4 de agosto de 1875. Ele foi um escritor e poeta de histórias infantis, nascido na atual Dinamarca.
Hans era filho de um sapateiro, o que levou Hans a ter dificuldades para se educar. No entanto, seus ensaios poéticos e o conto "Criança Moribunda" garantiram-lhe um lugar no Instituto de Copenhague. Escreveu peças de teatro, canções patrióticas, contos, histórias, e, principalmente, contos de fadas, pelos quais é mundialmente conhecido.
Toda a família vivia e dormia num único quarto. O pai adorava o filho, a quem fomentou a imaginação e a criatividade, deixando-o aprender a ler, contando-lhe histórias e, mesmo, fabricando-lhe um teatrinho de marionetas . Hans apresentava no seu teatro peças clássicas, tendo chegado a memorizar muitas peças de Shakespeare, que encenava com seus brinquedos.
O pai de Hans considerava-se ligado à nobreza. A sua avó paterna dizia a seu pai que sua família no passado pertencera a alta classe dano-norueguesa, mas as investigações provam que essas histórias não têm fundamento. A família aparentemente tinha ligações com a realeza, mas através de emprego ou comércio. Hoje persistem especulações de que Hans pode ter sido um filho ilegítimo da família real. Seja qual for o motivo, o rei Frederico VI teve um interesse pessoal nele quando jovem e pagou uma parte de sua educação. A ascendência de Hans permanece indeterminada.
Em 1816, seu pai morreu e ele, com apenas onze anos de idade, foi obrigado a abandonar a escola.

Hans foi forçado a se sustentar. Trabalhou como aprendiz de tecelão e, mais tarde, para um alfaiate. Aos catorze anos, mudou-se para Copenhaga para procurar emprego como ator. Tendo uma excelente voz de soprano, foi aceito no Teatro Real da Dinamarca, mas sua voz logo mudou. Um colega do teatro disse-lhe que o considerava um poeta. Levando a sério a sugestão, começou a focar-se na literatura.
Em Copenhaga, as suas atitudes diferentes rapidamente depressa o isolaram como um lunático. Apesar da sua voz lhe ter falhado, foi admitido no Teatro Real pelo seu diretor, Jonas Collin, que enviou-lhe para uma escola, cobrindo todas as suas despesas. Hans já havia publicado seu primeiro conto, O Fantasma da Tumba de Palnatoke, em 1822. Embora não tenha sido um aluno exemplar, ele também frequentou a escola em Elsinore, até 1827.
Em 1828, foi admitido na Universidade de Copenhaga. Em 1829, quando os seus amigos já consideravam que nada de bom resultaria da sua excentricidade, obteve considerável sucesso com Um passeio desde o canal de Holmen até à ponta leste da ilha de Amager, e acabou por alcançar reconhecimento internacional em 1835, quando lançou o romance O Improvisador, na sequência de viagens que o tinham levado a Roma, depois de passar por vários países da Europa.
Contudo, apesar de ter escrito diversos romances adultos, livros de poesia e relatos de viagens, foram os contos de fadas que tornaram Hans  famoso. Especialmente pelo fato de que, até então, eram muito raros livros voltados especificamente para crianças.
Ele  buscava sempre passar padrões de comportamento que deveriam ser adotados pela nova sociedade que se organizava, inclusive apontando os confrontos entre "poderosos" e "desprotegidos", "fortes" e "fracos", "exploradores" e "explorados". Ele também pretendia demonstrar a ideia de que todos os homens deveriam ter direitos iguais.
Entre 1835 e 1842, Hans lançou seis volumes de Contos, livros com histórias infantis traduzidos para diversos idiomas. Ele continuou escrevendo seus contos infantis até 1872, chegando à marca de 156 histórias. No começo, escrevia contos baseados na tradição popular, especialmente no que ele ouvia durante a infância, mas depois desenvolveu histórias no mundo das fadas ou que traziam elementos da natureza.





Escritores Húngaros

Kafka é um filme de suspense e mistério baseado na vida e na obra do escritor Franz Kafka. O filme tenta obscurecer o limite entre o surreal e o real, criando uma atmosfera bastante kafkiana. Foi dirigido por Steven Soderbergh.
1- Franz Kafka ( 3 de julho de 1883 — 3 de junho de 1924)[foi um escritor tcheco, autor de romances e contos, considerado pelos críticos como um dos escritores mais influentes do século XX. A maior parte de sua obra, como A Metamorfose, O Processo e O Castelo, está repleta de temas e arquétipos de alienação e brutalidade física e psicológica, conflito entre pais e filhos, personagens com missões aterrorizantes, labirintos burocráticos e transformações místicas.




Escritores Cubanos

Antes de Anoitecer é um filme norte-americano de 2000 dirigido por Julian Schnabel, baseado no livro Antes que Anoiteça, de Reinaldo Arenas. Por esse filme, Javier Bardem foi indicado ao Oscar de Melhor Ator.
!- Reinaldo Arenas (16/07/1943 - 7/12 /1990) foi um escritor cubano de poesia, novelas e teatro. Ele era assumidamente homossexual e passou grande parte da sua vida combatendo o regime comunista de Fidel Castro. 

Escritores Chilenos

O Carteiro e o Poeta
Quando poeta cubano exilado Pablo Neruda (Philippe Noiret) chega em uma pequena ilha italiana, há muito novo e-mail que Mario (Massimo Troisi), um vagabundo ignorante desempregado, é contratado como carteiro. Seu trabalho é simplesmente para entregar o correio diário de Neruda. Mario logo se torna um estudante do poeta, aprendendo a arte da poesia para cortejar uma garçonete local (Maria Grazia Cucinotta) e falar sobre as lutas dos moradores da classe trabalhadora. Uma amizade empresa desenvolve, e que o carteiro se transforma em um homem mudado.
1- Pablo Neruda (12/07/1904 - 23/09/1973) foi um poeta chileno, e um dos mais importantes da língua castelhana do seculo XX. Ele recebeu o Nobel de Literatura em 1971.

Escritores Brasileiros

Memórias do Cárcere
1- Graciliano Ramos de Oliveira (27 de outubro de 1892 — Rio de Janeiro, 20 de março de 1953) foi um romancista, cronista, contista, jornalista, político e memorialista brasileiro do século XX, mais conhecido por seu livro Vidas Secas (1938).
Ele nasceu em  em 27 de outubro de 1892. Primeiro de dezesseis irmãos de uma família de classe média do sertão nordestino, ele viveu os primeiros anos em diversas cidades do Nordeste brasileiro, como Buíque (PE), Viçosa e Maceió (AL). Terminando o segundo grau em Maceió, seguiu para o Rio de Janeiro, onde passou um tempo trabalhando como jornalista.
Em setembro de 1915, motivado pela morte dos irmãos Otacília, Leonor e Clodoaldo e do sobrinho Heleno, vitimados pela epidemia de peste bubônica, volta para o Nordeste, fixando-se junto ao pai, que era comerciante em Palmeira dos Índios, Alagoas. Neste mesmo ano casou-se com Maria Augusta de Barros, que morreu em 1920, deixando-lhe quatro filhos.
Márcio Ramos (1916–1950)
Júnio Ramos (1917–1975)
Múcio Ramos (1919–1994)
Maria Ramos (1920–1980)
Foi eleito prefeito de Palmeira dos Índios em 1927, tomando posse no ano seguinte. Ficou no cargo por dois anos, renunciando a 10 de abril de 1930. Segundo uma das auto-descrições, "(...) Quando prefeito de uma cidade do interior, soltava os presos para construírem estradas." Os relatórios da prefeitura que escreveu nesse período chamaram a atenção de Augusto Frederico Schmidt, editor carioca que o animou a publicar Caetés (1933).
Entre 1930 e 1936 viveu em Maceió, trabalhando como diretor da Imprensa Oficial, professor e diretor da Instrução Pública do estado. Em 1934 havia publicado São Bernardo, e quando se preparava para publicar o próximo livro, foi preso em decorrência do pânico insuflado por Getúlio Vargas após a Intentona Comunista de 1935. Com ajuda de amigos, entre os quais José Lins do Rego, consegue publicar Angústia (1936), considerada por muitos críticos como sua melhor obra.
Em 1938 publicou Vidas Secas. Em seguida estabeleceu-se no Rio de Janeiro, como inspetor federal de ensino.
Em 1945 ingressou no antigo Partido Comunista do Brasil - PCB (que nos anos sessenta dividiu-se em Partido Comunista Brasileiro - PCB - e Partido Comunista do Brasil - PCdoB),de orientação soviética e sob o comando de Luís Carlos Prestes; nos anos seguintes, realizaria algumas viagens a países europeus com a segunda esposa, Heloísa Medeiros Ramos(1928–1953) , retratadas no livro Viagem (1954). Ainda em 1945, publicou Infância, relato autobiográfico. e teve mais quatro filhos
Ricardo Ramos (1929–1992)
Roberto Ramos (1930) [2]
Luísa Ramos (1931–)
Clara Ramos (1932–1993)
Ele morreu aos 60 anos, vítima de câncer do pulmão
O Poeta de Sete Faces - Carlos Drumond de Andrade
2- Carlos Drumond Andrade nasceu em 31/10/1902 morreu em 17/08/1987, provavelmente um dos poetas mais influentes no seculo passado no pais.
Vera é um filme brasileiro dirigido e escrito em 1987 por Sérgio Toledo, baseado na vida de Anderson Herzer, autor de A queda para o alto. A trilha sonora, premiada, é de Arrigo Barnabé, Roberto Ferraz e Tércio da Motta. Conta a história de Anderson, uma interna da Febem, Transexual e poeta, dos maus-tratos no internato ao suicídio, em 1982, passando pela fase em que saiu da Febem pelas mãos do (então) deputado Eduardo Suplicy que, sensibilizado com seu talento, deu-lhe apoio e conseguiu-lhe emprego.
3-Anderson Herzer, nome social de Sandra Mara Herzer ( 1962 —  1982) foi um escritora e poeta transexual brasileira. Ex-interno da FEBEM, teve a vida e versos publicados no livro "A queda para o alto" 
Anderson tinha ainda quatro anos quando seu pai foi assassinado. Sua mãe, prostituída, não lhe serviu de referência positiva, deixando-o também órfão ainda na primeira infância. Em conflito com sua identidade de gênero, primeiramente se revelaria homossexual, mas depois se afirmaria como transexual. Logo cedo, segundo indicações de registros escolares, envolveu-se em brigas na escola e também passou a consumir álcool. Subseqüentemente, viciou-se em drogas recreativas, o que o fez entrar para a antiga Fundação Estadual do Bem-Estar do Menor (FEBEM) – onde adotou o nome social de masculino "Anderson Bigode Herzer", aos 14 anos. Lá ficou como interno até os 17, quando o deputado estadual Eduardo Suplicy sensibilizado com seus poemas e sua história, atuando como seu protegê, lhe deu uma oportunidade de trabalho em seu gabinete e uma vida livre, fora dos muros da instituição.
Entretanto, ainda sofrendo profundos traumas, apesar do auxílio recebido, Anderson se suicidaria, atirando-se do Viaduto 23 de Maio, localizado no centro da cidade de São Paulo, vindo a óbito em conseqüência de ferimentos graves, mesmo após ter recebido os primeiros socorros ainda em vida.
é um filme brasileiro de 2010 dirigido por Daniel Filho, com roteiro de Marcos Bernstein baseado no livro As Vidas de Chico Xavier, de Marcel Souto Maior. 
3-  Chico Xavier - Francisco Cândido Xavier  (1910 —2002), foi um médium, filantropo e um dos mais importantes expoentes do Espiritismo. Seu nome de batismo, Francisco de Paula Cândido, em homenagem ao santo do dia de seu nascimento, foi substituído pelo nome paterno de Francisco Cândido Xavier logo que psicografou os primeiros livros, mudança oficializada em abril de 1966, quando chegou da sua segunda viagem aos Estados Unidos.Chico Xavier psicografou mais de 450 livros,tendo vendido mais de 50 milhões de exemplares e sendo o escritor brasileiro de maior sucesso comercial da história, mas sempre cedeu todos os direitos autorais dos livros, em cartório, para instituições de caridade.Também psicografou cerca de dez mil cartas, nunca tendo cobrado algo ao destinatário. Seus empregos foram vendedor, tecelão e datilógrafo.


O Meu Pé de laranja Lima
O filme foi baseado no livro autobiografico do mesmo nome do autor José Mauro de Vasconcelos. O livro foi publicado pela primeira vez em 1968 seu maior sucesso editorial, serve-se de sua experiência pessoal para retratar o choque sofrido na infância com as bruscas mudanças da vida. Foi escrito em apenas doze dias. e foi usado para aulas de literatura para o ensino fundamental no Brasil. Além disso, ele foi traduzido e publicado nos EUA e Europa. 
 O romance é parte de uma tetralogia escrito por Vasconcelos e centrada em diferentes fases na vida do protagonista, Zezé e, por extensão, a vida Vasconcelos também. Os quatro livros foram publicados em uma ordem desorganizada, seguindo uma cronologia aleatória em vez de uma direta. A continuação direta da história, Doidão, foi, na verdade, publicado em 1963, cinco anos antes do meu pé de laranja lima, e segue a vida de Zezé durante sua adolescência.
4- José Mauro de Vasconcelos ( 26 de fevereiro de 1920 —  24 de julho de 1984 )  nasceu de família nordestina, que migrara para São Paulo. Os pais tinham tão poucos recursos que ele, ainda criança, teve de se transferir para a Nordeste, onde foi criado pelos tios em Natal. Ingressando na Faculdade de Medicina da capital potiguar, abandona o curso no segundo ano, retornando ao Rio de Janeiro a fim de conseguir melhores oportunidades. Ali, trabalha como carregador de bananas numa fazenda do litoral do estado, instrutor de boxe, e, devido ao belo porte físico, até como modelo pictórico. Há uma estátua sua, do escultor Bruno Giorgi, no Monumento à Juventude, na antiga sede do Ministério da Educação.
Em São Paulo, foi garçom de boate. Obteve uma bolsa de estudos na Espanha, mas não suportou a vida acadêmica. Abandonou os estudos depois de uma semana, preferindo correr a Europa. A atividade mais importante que exerceu foi junto aos irmãos Villas-Bôas pelos rios da região do Araguaia, conhecendo o ambiente inóspito e lutando pelos índios.
Estava amadurecido o homem José Mauro, e o resultado disso foi seu livro de estreia, o romance Banana Brava, de 1942, onde reflete o mundo dos homens do garimpo. Mas a obra não alcançou bons resultados na época, apesar de algumas críticas favoráveis. Rosinha, Minha Canoa, de 1962, marca seu primeiro sucesso. 
Eu irei terminar a lista com o letrista e novelista brasileiro nascido em 24/08/1947, Paulo Coelho. O Alquimista é sua novela mais famosa e foi traduzida em 80 línguas. O autor vendeu 190 milhões de copias no mundo inteiro e tem o record de ter a melhor venda de autor portuguese no mundo.
Não Pare na Pista -  é um filme de drama brasileiro de 2014, uma obra biográfica sobre Paulo Coelho. O longa é dirigido por Daniel Augusto, interpretações de Ravel e Júlio Andrade, alternando-se no papel de Paulo jovem e adulto, escrito por Carolina Kotscho e ainda conta com Lucci Ferreira e Fabiula Nascimento como Raul Seixas e mãe de Paulo.
O filme se concentra em três momentos distintos da carreira do escritor: a juventude, nos anos 1960; a idade adulta, nos anos 1980; e a maturidade, em 2013, quando refaz o Caminho de Santiago. Usando como base depoimentos do próprio Paulo Coelho, a história perpassa os momentos mais marcantes da vida do autor, como os traumas, a relação com as drogas e a religião, sexualidade e a parceria com o músico Raul Seixas.
Depois do lançamento de Dois Filhos de Francisco, Paulo Coelho quis conhecer a pessoa que fez o roteiro do filme. Então Coelho foi apresentado à Carolina Kotscho, que lhe propôs uma cinebiografia. Usando como base as próprias declarações de Paulo Coelho, o longa que na época foi intitulado de O Peregrino, veio a ser anunciada somente em abril de 2011, numa coletiva de impressa, onde Coelho relatou que tinha desejo que seu longa fosse dirigido por Clint Eastwood, veterano cineasta americano, pois acreditava que Eastwood reescreveria todo o roteiro.
5- Paulo Coelho de Souza (24 de agosto de 1947) é um escritor, letrista e jornalista brasileiro. Foi vice-presidente da Fundação Cacique Cobra Coral entre 2004 e 2006.

No comments:

Post a Comment